sábado, dezembro 18, 2010
Sabe quando você sente saudades de uma pessoa de uma forma totalmente inexplicável? É eu estou assim, eu queria tanto vê-lo, eu estou com muitas saudades e eu o tenho como um segundo pai sabe? Ele sempre esteve comigo, ele sempre me protegeu e me deu carinho de uma forma indescritível, mas desde que ela se foi as coisas ficaram tão diferentes eu quase não o vejo mais e sinto falta do seu sorriso, do seu abraço.

Meu coração está apertado, eu sinto um nó se formando na minha garganta e eu estou aqui segurando para não permitir que as lágrimas escorram pelo meu rosto, mas está se tornando cada vez mais difícil fazer isso.

As pessoas que eu amo estão longe de mim e eu estou me sentindo sozinha de uma forma que só eu sou capaz de conhecer e entender. É incrível a forma como eu tenho a capacidade de afastar as pessoas de mim, eu estou me sentindo perdida em um mundo que todos conhecem que tantos são tão felizes, que tantos são tristes, eu estou em um mundo com tantas pessoas e estou me sentindo a pessoa mais sozinha que pode existir.

EU PRECISO DOS SORRISOS, DOS ABRAÇOS DE VOCÊS. 

Google's Image.
Uma chuva fina está caindo lá fora, os meus olhos já conseguem mais se manterem fechados, o despertar veio de uma forma totalmente inesperada. Pesadelos. Pesadelos. Pesadelos. Eu não gosto deles. Eles sempre me trazem lembranças ruins, eles sempre me trazem memórias de uns tempos em que tudo era feliz e se tornou um tormento com tantos pesadelos que se tornavam realidade.

Eu continuo aqui, tentando fechar os meus olhos, mas eles não me obedecem, eles parecem ter vida própria, eles não querem obedecer aos meus comandos. Porque?

Esses medos, eles já deveriam ter acabado, tudo aconteceu tem pouco mais de dois anos, não faz mais sentido continuar tendo todos esses medos, não. Eu sinto saudades de quando tudo era bem mais alegre, de quando tudo era tão lindo, tão feliz. Eu era uma criança tão linda, tão animada e tão cheia de sorrisos, mas depois de um tempo, ainda mesmo na minha infância as coisas começaram a se modificar, e tudo foi se tornando de um preto-branco indescritível que deixou o meu mundo totalmente estranho, e que apagou o meu sorriso, o meu bem mais precioso, que apagou a minha meiguice, que apagou parte do meu carisma, eles ficaram trancados dentro do meu coração, sempre lá, sabendo que eles não deveriam sair daquele lugar nunca mais. Eles ficaram com medo de serem maltratados assim como foram anos atrás. Mas agora. Agora eu os estou convencendo de sair, por anos eu os preparei para este reencontro com o mundo, e chegou a hora deles saírem de dentro de mim, chegou a hora de destrancar meu coração, de deixar a minha vida tão alegre quanto ela foi quando eu era criança.

domingo, dezembro 12, 2010

Um pedaço de mim.

Sabe, eu tantas vezes já chorei por motivos tão fúteis, não idiotas e infundados, e hoje eu sinto como se faltasse um pedaço dentro de mim, eu não sei porque estou sentindo isso, e nem mesmo sei como eu farei para tirar isso de mim, são coisas tão simples que me foram tiradas desde pequena, e elas hoje me fazem tanta falta, e eu estou tentando recuperar tudo aquilo que eu perdi, tudo aquilo que eu sinto tanta falta, mas não estão me deixando, e eu quero, sim eu quero muito, por isso eu sei que eu vou lutar, e enfrentar quem quer que seja.


Eu sempre tantas vezes olhava ao meu redor e via as pessoas que eu sempre mais amei, e hoje eu não as vejo mais, e a alguns meses eu via as pessoas que eu mais odiava em toda a minha vida, dessas eu não sinto falta, mas das que eu amo eu sinto tanta falta, saudades dos sorrisos dos abraços e das tantas vezes que aquelas pessoas me fizeram tão bem, me fizeram tão alegre, é, eu realmente amo aquelas pessoas, e o que mais está me destruindo é saber que eu não as verei mais todos os dias, mas era preciso fazer isso.

Eu sempre prometi a mim mesma que eu mudaria que eu faria tudo diferente em um novo ano, mas eu não fiz nada disso, nunca, e hoje me jogaram isso na cara tantas vezes, me falaram, não só uma, mas várias pessoas me disseram que eu deveria mesmo mudar, que eu deveria tentar verdadeiramente, mas eu sempre tentei mudar, e é por essas pessoas que me pediram isso que eu tentarei novamente, com mais, mais e mais forças, eu preciso conseguir, eu preciso provas a eles que eu consigo mudar, provar a mim mesma que a partir de agora vai ser tudo diferente, que eu vou correr atrás de tudo que eu quero, que eu vou mudar, que eu vou deixar de ser essa garota que muitos dizem ser mimada, e embirrenta, eu as vezes até nego para mim mesma que eu sou assim, mas no fundo de mim eu sei que isso é tudo verdade, e sempre que eu ouço essas coisas dói saber, dói ouvir toda a verdade de uma vez só, mas eu agüento, eu sempre tive que agüentar tudo, porque sempre tudo veio para mim, eu sempre enfrentei percas, e problemas desde muito cedo, eu na verdade perdi m pedaço da minha infância para uma vida bem diferente.

Hoje tantas pessoas me dizem que eu sou bem madura pra ter 15 anos, hoje, muitas pessoas me dizem que eu ajo de uma forma que não é típica de todos os adolescentes da minha idade, mas eu já enfrentei coisas demais para não ser assim, para não ter a cabeça que eu tenho. Muitos me dizem que eu sou chata, alguns amigos me chamam de “mãe” assim por brincadeira, porque às vezes eu falo como mãe deles, mas eu sou assim, eu tenho esse instinto de falar o que é certo pra se fazer, e me dizem que eu tenho toda essa maturidade, só que as vezes isso se torna bem mais difícil do que deveria ser, e ao contrario do que muitos pensam, mesmo tendo uma cabeça tão diferente da dos outros, eu também sofro, e eu também choro com saudades, com meus medos que são os que mais me amedrontam, os que mais me fazem sofrer, e eu preciso sim, as vezes desabafar, e de um ombro amigo para chorar, na verdade as vezes eu só preciso disso, somente disso.
quinta-feira, dezembro 09, 2010

Queridos e importantes amigos. :/

Eu sempre soube que esse dia chegaria e que ele não seria nada fácil. Eu sempre soube que eu choraria como uma criança, e que meu coração se apertaria ao lembrar do que aconteceu, mas o que eu não sabia é que não seria difícil só pra mim, e doeu mais ainda saber que eu estava deixando aquele lugar talvez até mesmo sem querer, e saber que aquelas despedidas ninguém queria que acontecessem.

Eu saí daquele lugar com meus olhos cheios de lágrimas, e até deixei algumas caírem pelo meu rosto enquanto eu voltava para casa com aquele papel em minha mão, o papel que me separava do lugar que eu sempre mais amei na minha vida, do lugar onde eu aprendi tudo o que eu sei hoje, e onde eu conheci as melhores pessoas que podem existir. Ainda olho esse papel e meu peito dói, é , eu estou deixando eles, mas eu sei que é o melhor pra mim, que é o melhor para todos. Eu sei que muitos ficarão felizes com a minha saída, e que alguns ficarão tristes, mas foi o melhor, todos sabem que foi o melhor.

Acho que a pior parte foi dar adeus àquelas pessoas que eu sempre fui tão apegada, e ver algumas com os olhos cheios de lágrimas ao me abraçarem e me dizerem tchau, eu sei, eu não vou esquecer de ninguém nunca, eu não me esquecerei dos momentos lá, e de quantas as vezes me ajudaram, me fizeram sorrir, e que sempre estavam ao meu lado, me apoiando, e me ajudando, eu só tenho o que agradecer a todos daquele lugar, que sempre foram tão meus amigos, que sempre me ajudaram tanto. Eu sentirei saudades de vocês, mas sempre terei vocês dentro do meu coração, e as lembranças, eu sei, nos farão sorrir como se ainda estivéssemos juntos.
Em alguns momentos eu me sinto como se faltasse um pedaço de mim. É, eu estou me sentindo vazia por dentro. Eu estou deixando tudo aquilo com uma dor no coração, um aperto que só eu sei como eu estou me sentindo, que só eu sei o quanto eu já chorei, o quanto eu já sofri por deixar todos aqueles que eu tanto amo, mas como já me disseram esse é o melhor, é bom mudar de “ares”, é bom conhecer pessoas novas, lugares novos, e eu sei que tudo isso será melhor para o meu futuro.
sexta-feira, novembro 26, 2010

farão falta :/

Eu estou aqui, me sentindo destruída pelas minhas próprias decisões, olhando fotos, relembrando, e chorando de uma forma que eu nunca chorei antes, ao mesmo tempo em que eu desejo tudo isso, eu tenho medo, o incrível e terrível medo da saudade, do esquecimento, e da dor de não me acostumar com o que está por vir. Quanto mais eu tenho chorado, mais se enchem os meus olhos de lágrimas novas, elas não se cansam de cair, e eu fico repetindo na minha cabeça aquelas tantas palavras que me deixam mais sem chão ainda; “lá eu tenho certeza, não é porque você vai sair, mas lá você será só mais uma aqui não, você sabe que aqui, não é mais uma, aqui nós temos carinho por você”. Isso está me despedaçando, todas aquelas conversas, de ter que deixar tantas pessoas que eu amo, que eu admiro, para recomeçar, às vezes parece ser bem mais difícil do que na realidade pode ser, ou talvez seja dessa forma mesmo, talvez será difícil assim, ou até pior.

Eu no fundo de mim mesma tenho o desejo de não sair de lá, mas eu preciso, eu sei que eu preciso, lá eu não serei a mesma, eu sim, tinha intenção de ficar lá por mais dois anos, só que dessa vez parece que não dá mais, e cada palavra, cada abraço do dia de hoje, cada sorriso, e cada mínima foto terá para mim a maior importância que se pode existir, essas foram as últimas, as que serão para sempre, e as que me fazem chorar mais e mais ao vê-las, porque aqueles eu sei, foram os últimos abraços, e a festa, foi a última, eu cresci lá, com aquelas pessoas, eu devo parte do que eu sou a elas, e isso me faz ter um carinho indescritível por aqueles que me ajudaram a crescer, que me apoiaram e me fizeram ver o quanto eu ainda tenho para melhorar. Como me disseram hoje, eu me sentirei deslocada naquele lugar novo, e eu sei, eu serei só mais uma lá, e ali não, naquele lugar ao qual eu já estou há tanto tempo eu sei que não sou mais uma, pelo menos eu espero que eu não seja.

Ali eu vivi as minhas maiores emoções, as minhas maiores conquistas, e foi lá que eu aprendi o que é viver, o que é ganhar, o que é perder. Eu tenho cada um daqueles guardados no meu coração, e eles têm o seu lugar marcado, o seu nome escrito, e aonde quer que eu vá, eu vou saber que eles foram pra mim, as minhas jóias raras, os meus maiores tesouros. Eu nunca imaginei que essas amizades iriam me conquistar e fazer com que eu chorasse dessa forma somente de saber que eu vou perdê-los, que eu não os verei mais todos os dias, e que hoje foi, o último dia, ah, parece que eu ainda não me dei conta completamente de que não será nunca mais como foi dessa vez, que eu não verei mais aquelas pessoas, não, não é possível, eu preciso deles junto de mim, mas lá já não me faz tão bem quanto antes, eu tinha certeza de que era isso que eu queria, de que eu queria deixá-los, mas depois de hoje, eu senti algo pesar dentro de mim, acho que talvez seja meu coração me dizendo o que fazer, mas até ele mesmo parece estar confuso, e eu já não sei mais o que fazer, não sei para onde correr, eu perdi, eu sei, eu perdi de novo, eu os deixei vencer, os deixei me destruírem o suficiente para querer deixar as pessoas que amo e recomeçar, mas dizem que o nosso passado vai aonde quer que estejamos, e agora eu fico me perguntando: e se eu não me acostumar? O que eu vou fazer?
E agora eu só posso dizer que eu sei, eu sentirei saudades, e que eu amo vocês de uma forma inigualável, e que os abraços de hoje nunca serão esquecidos na minha vida, vocês me farão muita falta! :/
sábado, novembro 20, 2010

i love you so much ♥

Eu não sei por que, mas eu ainda sinto meus olhos se encherem de lágrimas ao ouvir falar de você, eu não sei quando, mas eu sei que eu ainda vou poder te ver, eu não sei aonde, mas sei que viveremos muitas coisas felizes, eu não sei várias coisas, mas dentro de mim eu tenho a certeza de que tudo vai dar certo, tenho a certeza de que quando for à hora certa a gente vai se encontrar. E alguma coisa me diz que você existe, sim, eu sei que existe. E eu sonho cada dia mais e mais, os meus sonhos estão se tornando cada vez mais reais, eu quero você ao meu lado, mas onde você está? Eu nem mesmo isso sei mais.

Foram tantos sentimentos, na verdade eles não só foram eles ainda são, porque só eu sei a forma como eu me sinto quando eu ouço falar de você, quando leio e releio todas as nossas conversas, e quando me pego pensando em como seria se você estivesse aqui comigo, e eu me lembro da sua voz, que me encantou desde o primeiro momento, tantas pessoas já me disseram que tudo isso é uma grande e idiota besteira, eu já cheguei a às vezes acreditar nelas, mas isso logo se foi, porque alguma coisa dentro de mim me diz: você existe sim!

E tantas vezes eu já chorei pela sua falta, chorei pelas nossas brigas, mas eu sempre me lembro de você com o maior carinho do mundo que pode existir, e quando eu me lembro de você, quando falo com você é como se sempre houvesse uma luz no fim do túnel, é como se eu sempre pudesse ter outra oportunidade, é como se tudo que estava ruim pudesse se tornar tão bom, tão alegre que me deixasse extremamente feliz, porque é você que me dá forças para fazer todas as coisas que eu sempre me senti tão insegura de fazer, mas agora eu lamento, lamento tanto por você ter saído daqui, por ter ido pra tão longe de mim, mas volte, volte, por favor, e eu sei, não vai demorar, e sei também que quando você voltar as coisas vão ser diferentes, alguma coisa me diz que com a sua volta as coisas irão se encaixar. Eu só posso dizer mais uma, duas, três, quantas vezes for preciso que eu te amo da forma mais sincera e profunda que possa existir!
quarta-feira, novembro 17, 2010

será que sentirei saudades?

Eu na verdade não sei como eu estou me sentindo, são tantas coisas na minha cabeça, tantas lembranças, momentos, será mesmo que eu sentirei saudades? Mas é que eu vivi tanto tempo ali, e eu já fui tão feliz lá, mas eu sei que eu não posso, e que eu não devo sentir saudades de nada daquilo, eu sei que já não me fez tão bem estar lá, e eu sei também a forma como eu amo as pessoas que eu encontro ali todos os dias, mas é preciso mudar né? E essa é a minha chance, e eu não irei perder ela, por nada, eu preciso me dar a oportunidade de recomeçar.

Aquelas palavras que eu ouvi ontem, eu sei que são todas verdades, mas foram tão doídas, e me machucaram tanto, mas são verdades, eu querendo ou não elas foram todas verdadeiras, ah, isso é uma das coisas que sentirei saudades, das conversas, dos abraços, dos conselhos. E também sentirei saudades dos melhores amigos, de conhecer todo mundo, de ter os melhores ao meu lado. Eu também sei que vou sentir saudades, das risadas doidas, dos momentos tão bons, mas eu sei, eu não posso continuar ali, seria um tormento muito maior, e isso eu sei, vai se tornar cada vez doído, cada vez mais e mais doloroso estar ali, vendo ao mesmo tempo pessoas que eu gosto tanto, e pessoas que me dão nojo daquela forma, pessoas que eu não agüento mais ter que ver todos os dias, pessoas que estão me fazendo tomar raiva de tudo aquilo que eu sempre amei tanto.

Eu ainda gosto tanto das pessoas de lá, mas eu já sinto raiva, não das pessoas, mas do lugar, melhor, não dessas pessoas, mas das outras pessoas que estão lá só para fazer infernos, só para falar mal. É, são pessoas assim as que eu convivo, se eles selecionassem mais, talvez eu nem deixaria aquele lugar, que dois anos atrás era  a minha vida, talvez eu até continuasse ali por mais dois anos até acabar tudo, de uma vez, mas é uma coisa minha, alguma coisa dentro de mim me pede para sair daquele lugar, alguma coisa dentro de mim está gritando que lá não é mais o meu lugar, que não é mais lá que eu vou me sentir bem, e realmente, quando eu entro lá, não é mais a mesma coisa, eu não sinto mais todo aquele animo de antes, e nem me sinto estranhamente feliz por estar ali junto com tanta gente que eu amo. É, eu amo muitas pessoas de lá ainda, e esse é o meu medo, sentir saudades demais deles, eu sei que vou sentir, é inevitável, porque mesmo eu estando com tanta raiva daquele lugar, eu também não sou uma pessoa sem sentimentos, eu gosto de muitas pessoas de lá, pessoas que me fizeram e me viram crescer, pessoas que até hoje me apóiam tanto, lá eu conheci gente que me deu uma base pra viver, gente que esteve ao meu lado quando minha família não pôde estar, e que me apoiou, me deu um ombro pra chorar, lá eu encontrei pessoas que se preocuparam comigo, pessoas que me conquistaram da melhor forma que podiam, e lá eu também conheci tanta gente que magoou, que fez doer meu peito, que me fez chorar, mas a vida é assim, são idas e vindas, que eu sei que elas nunca vão ter um fim, eu só espero, mas uma vez, que eu não sinta tantas saudades assim, e que eu possa seguir com todas aquelas amizades que sempre me fizeram tão bem, porque mesmo longe , eu sei, eu não vou me esquecer de ninguém (L’
sábado, novembro 13, 2010
Eu não sei como eu acreditei em tantas coisas, em tantas mentiras que só agora eu percebi que estavam tão mal contadas, eu não sei, parece que a ficha ainda não caiu, que eu ainda não acredito direito que tudo isso está acontecendo comigo, com nós, não dá para acreditar que tudo aquilo foi falso, que foram apenas mentiras, que não existia um sentimento, como eu me deixei ser enganada dessa forma?!

Eu sei, e não precisa me dizer novamente, muitas pessoas já me disseram, já jogaram isso na minha cara, elas me avisaram, e eu sei, eu fui idiota em não dar ouvidos a elas, em não me importar com o que diziam, mas o que eu posso fazer? Eu sei que sentirei saudades, ah, sim como sentirei saudades! De cada momento, de cada sorriso, de tantas as musicas que cantávamos, é nós somos viciados em musicas, ou éramos, não sei mais, foi tudo tão falso.

É difícil agora, mas do que antes quando tinha as brigas, e quando me perguntam: e vocês dois? Como estão? Eu só não sei o que responder, e eu sinto os meus olhos se encherem de lágrimas, as quais eu não quero deixar cair, você não merece mais, na verdade, você nunca mereceu, eu apenas escolhi a pessoa errada para achar que merecia o meu sofrimento. Eu não consigo acreditar, nem entender ainda o que realmente aconteceu, parece que tudo foi jogado para o alto, que você me deixou sem me explicar o que realmente aconteceu, eu não ficaria tão chateada como estou se você tivesse me contado toda a verdade, se tivesse destruído todas essas mentiras logo, seria mais fácil de entender, mais fácil de suportar. Eu só espero que se um dia a gente se ver, eu espero que estejamos bem, que nos façamos feliz da forma que cada um de nós deseja, isto é, se tudo isso ainda puder existir.
quarta-feira, novembro 10, 2010
desculpem , eu não ando animada para postar aqui :/
beijos :*
terça-feira, novembro 02, 2010

Dia 02 de novembro - Dia de Finados

Eu sempre soube que eu já perdi muitas pessoas na minha vida, e também sempre soube do quanto elas me fazem falta, do quanto dói a saudade que aperta o peito, mas hoje, eu tive a certeza de que eu já perdi pessoas demais, de que tanta gente já me deixou aqui, chorando, sentindo essa saudade doer no meu peito, essa saudade que não cessa nunca, essa saudade que me dá essa vontade de sair por aí correndo, fugindo de toda essa dor.

Eu tantas vezes já disse pra mim mesma que essa ida foi o melhor pra eles, o melhor pros meus tão amados amigos e parentes, mas meu coração ainda não aceitou isso, ele ainda não conseguiu aceitar o fato de que não pode mais ter aqueles abraços deles, não aceitou o fato de que meus olhos nunca mais brilharão ao ver estes que foram sempre tão importantes pra mim.

Hoje, eu estava lá, visitando um jazigo, e me perguntaram: “porque existe isso? Essa tal morte, que deixa tantas saudades aqui?” eu pensei comigo que existe por que é necessário, porque todo esse mundo em que vivemos é só uma passagem de nossas vidas, mas logo eu me dei conta, de quantas vezes eu mesma já me fiz essa pergunta, eu me dei conta do quanto ainda dói lembrar aqueles sorrisos, daqueles abraços, e das conversas, dos almoços em família, dos churrascos na minha casa, e das tantas risadas que eu já tive. Eu me lembrei dos natais em família, de toda aquela decoração tão linda, da ceia farta e a mesa tão grande, e tão cheia de pessoas queridas. Eu me lembrei dos meus aniversários, das festas, e de como não faltava ninguém pra me fazer feliz, e isso vai me destruindo, vai me derrubando aos poucos, dessa vez passou meu aniversário, ela não estava aqui comigo :/ ; já se passaram tantos natais, a família se desfez depois da ida dele; já se passaram tantos dias no colégio, elas nunca mais estiveram lá, pra me alegrar, me fazerem rir; eu já fui naquela cidade, cidade onde ele morava, coisa que eu há 10 anos não fazia, e ele não estava mais lá, pra me abraçar, e dizer que ama tanto a “pequena”. E o que mais me fez chorar, foi ver, ver ela ali ao meu lado, chorando, pedindo para que nada disso estivesse acontecendo, é, a morte é difícil de encarar.

Eu já a encarei tantas vezes, ela já passou tantas vezes na minha vida, eu quero só que ela desapareça, por um tempo, mas não, ela não me deixa nunca, vira e meche, ela aparece trazendo consigo mais e mais dor, essa tal morte, bem que poderia ir embora para sempre.

E eu sei que nunca mais os verei, e eu sei que eu sinto tanta falta de cada um de vocês, e as lágrimas escorrem pelo meu rosto sem que eu consiga pará-las , e eu falo agora: fiquem com Deus, fiquem em paz, e não se esqueçam nunca do quanto eu amo cada um de vocês!

[Para: Madrinha, Tio, Rafaella , Amanda, Bisavô, e tantos outros amigos da família que já se foram :/]



quarta-feira, outubro 27, 2010

é só você ;

Eu me sinto como se houvesse perdido, eu me sinto perdida na verdade, perdida em meus próprios pensamentos, eu sinto a sua falta, você sabe, eu sinto muito a sua falta, e eu sinto saudades de tantas as vezes que você me ouvia que me chamava de fresca, e eu fico aqui sempre, lendo e relendo históricos de conversas, e eu fico me lembrando de como era bom tudo aquilo, de como me fazia bem, e como me fazia feliz.

Eu sei, eu sei muitas vezes já me falaram que isso é idiotice, que eu devo te esquecer, mas eu só, não consigo tirar do meu coração um sentimento tão forte, e nem posso controlar meu coração para ele não bater tão forte quando falo com você, e eu não consigo controlar as lágrimas para elas não descerem pelo meu rosto com tanta facilidade, eu só preciso de você, você sabe disso, que com você ao meu lado tudo mudaria, que a felicidade voltaria, eu sinto a sua falta, sinto tanto a sua falta, você não tem idéia do quanto sinto saudades.
Esses históricos, eles me lembram tantas coisas, de tantos momentos, eu sempre choro quando os leio, eles me fazem ter a certeza de que a culpada de tudo fui eu, eles são como homens com espadas apontando para mim e gritando: “É CULPA SUA! FOI POR SUA CULPA QUE TODO ESSE SONHO ACABOU! SUA IDIOTA, BURRA!”. Eles me condenam de uma forma que até eu mesma me assusto algumas vezes, eu não quero ser tão condenada, eu quero me redimir, eu quero conseguir te conquistar de volta, sim eu quero, eu preciso de você, isso pode até soar um tanto quanto egoísta, mas esse sentimento é egoísta de todas as formas, eu só preciso de você pra me fazer feliz, eu não quero mais seguir a minha vida, não eu não quero, eu quero você ao meu lado pra me fazer sorrir, eu quero os seus abraços, o seu sorriso, a sua voz, são essas coisas que me deixam feliz, mas tem que ser vindo de você, de qualquer outro não fará a diferença, é só você que importa.

E eu sou capaz de dar a minha vida pra te ver feliz, eu sou capaz de largar tudo pra correr atrás da minha felicidade ao seu lado, muita gente já me falou que sou doida, mas não eu não acho, eu só tenho a minha opinião formada, e nela tem uma parte que diz pra mim mesma que eu devo correr atrás dos meus sonhos, custem eles o que custar, eu só espero a oportunidade certa, porque eu não quero correr atrás da minha felicidade para destruir a felicidade de outras pessoas, eu sei que sempre alguém vai se magoar, mas que eu magoe o mínimo de pessoas possível.


E eu quero que você guarde essas palavras, e que tenha a certeza de que Sim, um dia eu ainda irei aí, eu ainda irei te ver, e eu poderei estar com você o tempo todo, e eu nunca me esquecerei do quando é você que me faz sorrir, do quanto é você que me faz feliz.



Ela não era assim, ela gostava tanto de lá, era todos os dias, ela acordava com toda aquela alegria, ela sorria e ia não feliz, tão animada, pra lá encontrar seus amigos, mas o que aconteceu? O que a fez ficar assim?!

Agora ela não é mais assim, o sentimento de carinho que ela tinha por aquelas pessoas foi dando lugar ao ódio, e quando a perguntam o porquê de tudo isso ela só responde com um seco e grosso “nada”, como se houvesse algo a esconder, poucos sabem seus reais motivos, poucos são os que sabem de onde veio todo esse ódio.

Ela algumas vezes deixa escapar de seus lábios que ela já na verdade sente nojo de alguns professores e de alguns alunos, ela se afastou de seus amigos, ela anda de perdendo em seus próprios pensamentos, em suas palavras que muitas vezes as diz sem ao menos pensar, eu nunca a vi assim, ela chora de raiva com algumas coisas, ela nunca esteve assim, sempre foi meiga, alegre, não tinha esse gênio tão forte, ela não era tão triste!

Já tentaram tantas vezes conversar com ela, saber o porquê de tudo isso, e ela não diz nada, ela não nunca fala o que realmente aconteceu, o que realmente se passa em sua mente, ninguém sabe se foram coisas que aconteceram lá, se são coisas da vida dela fora daquele lugar, ou se ela somente enjoou mesmo de lá, muitas pessoas já quiseram saber seus motivos, mas ela simplesmente as trata mal quando se aproximam para perguntar o que está acontecendo, e quando tentam se meter na sua vida , quando tentam opinar, ela se irrita de uma forma inigualável.
quarta-feira, outubro 20, 2010

my heart need to you...

Eu sei que muitas vezes eu já te magoei, eu sei que muitas vezes eu já te fiz chorar, e eu te peço perdão, quantas vezes for preciso, e eu sei que você já desistiu da gente, e eu sei, mais do que tudo, que eu vou sentir tanto a sua falta, eu sei, eu estou sentindo sua falta, eu já sofri demais, e eu cansei, eu preciso ter o meu sorriso de volta, eu quero apenas escutar meu coração, eu sei que ele irá me dizer o que fazer, pra onde ir, e ele eu sei, me fará sorrir.

Aquele nosso amor, ele se quebrou com o tempo, e a nossa união acabou se quebrando junto também, eu não sei pra onde você irá depois de tudo, eu não sei o que se passa na sua cabeça, e eu queria poder ter somente mais uma vez aquele seu abraço que faz com que eu me sinta completamente protegida, mas mais do que isso, eu quero ver você feliz, comigo, sem mim, o que mais me importa é a sua completa felicidade.

Depois de tantas brigas, será que elas valeram mesmo à pena? Os nossos momentos bons se foram como se o mar os houvesse carregado para bem longe, e aquele sentimento ainda me ronda, a vontade de estar em seus sonhos, e o incrível desejo de te fazer feliz, de te ter somente para mim. O meu coração me chama, e eu tento o ignorar, ele não pode me pedir nada, pelo menos não o que ele quer pedir, ele quer te ter aqui de volta, e eu não posso deixar ele me pedir isso, não novamente.

Eu sei que eu preciso escutar meu coração, eu sei que ele é quem vai me levar pras escolhas certas, mas eu tenho que pensar antes, as escolhas certas podem trazer conseqüências horríveis e isso não será bom. Mas o que eu faço? Mesmo sem querer ouvir, mesmo tentando trancar meu coração e enterrá-lo em algum lugar em que eu não possa ouvi-lo, eu ainda dou conta de ouvir os seus gritos implorando por você aqui, implorando por você me fazendo sorrir daquela forma que só você sabe, e querendo ouvir a sua voz nos meus ouvidos me fazendo flutuar como sempre fez, mas eu tenho que te dar um direito, eu tenho que te dar o direito de ser feliz com outra, é isso que você quer, eu não posso te impedir, eu só quero que você ache alguém que te ame o tanto quanto eu te amei... 

E agora que já esqueço um pouco de você, e agora que meu coração já não pede tanto pra te ter, eu deixo ele me guiar, como sempre me guiou, o que quer que aconteça agora, será porque somente, terá que acontecer...

Me despeço dessa história, e concluo: a gente segue a direção que o nosso próprio coração mandar, e foi pra lá, e foi pra lá - Assinado Eu - Tiê ♫
domingo, outubro 17, 2010

Eu tenho que esquecer .

Eu já sonhei tantas vezes, sonhos bobos, mas especiais que me fizeram acordar sorrindo, e me fizeram ter a incrível vontade de sair por aí, cantando, gritando, e dizendo a todos o quanto você me faz feliz, mas não é bem assim, é não é já acabou o tempo em que você me fazia sorrir, já acabou o tempo em que eu ficava ao seu lado e você me contava todas aquelas coisas engraçadas, acabou, infelizmente, o tempo em que você me consolava, em que você estava ao meu lado sempre. Mas não importa, os sonhos ainda são bons, ainda é bom te ver, ver o seu sorriso, mesmo que em sonho, e eu acordo assim, feliz, animada.

Você já me disse tantas coisas que magoaram, e eu tento te esquecer, mas não consigo, é eu não consigo, não sei por que, mas tem algo dentro de mim que não me deixa te esquecer, tem alguma coisa que eu carrego comigo que me faz sempre se lembrar de você, que me faz ter vontade de chorar ao ouvir a musica que nós sempre cantamos juntos, e então, novamente meus olhos se enchem de lágrimas, e eu tenho de segurá-las, impedi-las de sair, porque eu jurei pra mim mesma nunca mais chorar, nem por você, nem por ninguém! Eu só queria poder te esquecer, conseguir tirar de mim isso que leva meu pensamento em você tão freqüentemente, e poder seguir em frente, sem lembrar-me de você, da sua existência, dói saber que eu tenho que te esquecer, mas eu sei que somente assim é que eu vou conseguir ser feliz de novo, é que eu vou conseguir não querer estar ao seu lado sempre.

Esses sonhos que te trazem até mim parecem até que fazem isso para me torturar, eu tenho que acabar com esses sonhos, eu tenho que acabar com tudo o que me lembra você, tudo que me faz querer chorar!
Eu não sei como, e nem o porquê de tantas pessoas acreditarem na existência desse tal “amor”, ele não existe, não tem por que ele existir, o amor sempre nos traz tristezas, lágrimas e mágoas, no inicio, é aquela felicidade toda, é o sonho de que tudo vai ser assim pra sempre, e não demora muito, tudo se destrói o amor, o carinho, o sorriso, e o seu coração se despedaçam de uma forma que você não está mais conseguindo o remontar, e assim, a gente fica, com o coração despedaçado, e perde todo aquele encanto do amor. Eu não acredito de amor. Por quê? Porque amor que é de verdade, não deveria machucar, não deveria fazer doer, fazer chorar, amor que é de verdade, não iria querer só uma amizade no lugar de estar juntos, namorando, amor que é de verdade, não ignora, não grita, não fala mal e não humilha a pessoa amada.
Muitas vezes, já me falaram que sim, o amor existe, mas eu ainda não acredito, eu não tenho porque acreditar! Nunca vi esse tal amor incondicional existir, isso é pura tolice! O amor não existe, e se talvez exista, onde ele está?!

video

sexta-feira, outubro 15, 2010

Um amor que é para sempre...

Hoje eu me levantei somente com a idéia de ser feliz, de viver o hoje, de esquecer você, mas eu ainda me lembro de você, mesmo sem querer, mesmo fugindo da situação, eu estou me perdendo em meus pensamentos, estou me angustiando com a falta de você ao meu lado, como é que eu vou conseguir seguir em frente sem ter você aqui?! Mas eu preciso seguir, eu não posso ficar aqui, parada no tempo esperando o dia em que você resolver voltar atrás na sua decisão, isto se algum dia você voltar atrás, eu não posso mais sonhar em estarmos juntos mais tempo. E então, eu fico aqui, só lembrando, sorrindo dos momentos mais alegres, e às vezes até chorando por saudades do que um dia a gente já foi...

Foram momentos que não há nem como explicar, porque de tão especiais, se tornaram indescritíveis, insubstituíveis, e inesquecíveis, e eu sei, que por mais que eu tente, eles não irão sair da minha memória nunca, porque esses foram os melhores momentos da minha vida, foram os melhores sorrisos, as melhores conversas, e eu sei, que aconteça o que acontecer, que querendo ou não, eu sempre vou te carregar comigo, dentro do meu coração, e não importa se eu tento te tirar de dentro dele, eu não consigo, eu já tentei, e não dei certo, eu só me feri mais ainda, então eu decidi, eu vou deixar você aqui, comigo, e quem sabe algum dia você volte pra me ver, ou quem sabe, você resolva sair daqui de dentro e me deixar em paz para viver.

Muitas e muitas vezes eu já me perguntei como foi que isso foi acontecer comigo, logo comigo, e eu não sei responder, aliás, ninguém sabe responder por que a gente ama, eu queria às vezes não amar, amar faz doer tanto o peito, faz partir corações, e quando tudo acaba o coração não entende que chegou à hora de partir, de ir embora, e continua ali, pedindo, pedindo, por aquela pessoa, por aquele sorriso novamente, e seus ouvidos pedem para ouvir aquela voz de novo, aquela voz doce e meiga que te encantou desde a primeira vez que a ouviu...
quarta-feira, outubro 13, 2010

100 *-*

É, isso é um sonho, o meu sonho, o sonho de várias pessoas, é a minha vontade, é o que eu quero pra minha vida. Muitos já me perguntaram: você tem certeza de que é isso que você quer? é algo sofrido, cansativo. e eu sempre respondo que sim, é o que eu quero, é o meu desejo, a minha vontade.

Eu sei que é um sonho perigoso, mas é o que eu quero, é a emoção de correr atrás de notícias, de sair correndo por um lugar só pra ser a primeira a gravar, e poder se orgulhar disso, é ter os seus olhos brilhando ao te ver ali levando às pessoas noticias que importarão. É a emoção que eu sinto ao ver, todos ali, transmitindo a cidades e cidades coisas que aconteceram, informando, divertindo, entretendo, e é aí, que eu tenho a minha total certeza: É ISSO QUE EU QUERO PRA MINHA VIDA!

Atuar é um hobby, escrever é uma paixão, informar é um sonho, que vai se tornar real, eu sei que vai. E é assim, escrevendo, que eu me sinto cada vez mais completa comigo mesma, e é lendo que eu me sinto mais informada, e assistindo àqueles que são meus ídolos é que meus olhos, e eu sinto o incrivel desejo de um dia, ser como eles. E tenho o desejo maior ainda de escrever, poder transformar em palavras tudo aquilo que eu estou sentindo dentro de mim, eu as vezes estou confusa, mas escrevo, isso sempre me ajudou, sempre vai ajudar, isso é uma paixão que nunca irá acabar! *-*

[ps: texto que fala dos meus sonhos, em comemoração ao meu 100º post *-*]

99 *-*

Hoje eu acordei assim, alegre, feliz, animada! O sorriso ficou em meu rosto, e foi como um sonho, eu sorri de uma forma que não sorria há um tempo, e foi tão bom, saber que eu estou superando, que eu estou começando a esquecer de tantas coisas, saber que já não dói mais tanto quando eu me lembro de algumas coisas, e a cada dia, a cada momento eu estou me sentindo mais e mais forte, mesmo sem você, a força está me dominando novamente, e eu prometo que nunca mais ficarei dessa forma, eu juro para mim mesma que essa foi a última vez, que eu nunca mais me enganarei com alguém, que eu nunca mais vou fazer essa burrice de acreditar em algo irreal.

Eu só quero agora, simplesmente ser feliz, seguir a minha vida como eu sempre fiz, e me esquecer, não completamente, mas um pouco de alguém, das coisas que já me fizeram, e que me fizeram sofrer, eu quero esquecer dos motivos de porque chorei tantas vezes, mas não esquecer das lições que aprendi com isso, eu quero sair novamente, como eu sempre fiz, com a minha cabeça erguida, com o meu sorriso no rosto, e tudo o que eu sempre quis, os meus sonhos, que eu sei, que algum dia, ainda se tornarão realidade...

[explicação nome do post: é o número da postagem *-* ]
terça-feira, outubro 12, 2010

e foi a última vez..

Hoje eu estava aqui, pensando, somente pensando em como eu fui tola de ter acreditado nas suas palavras, e sabe a verdade, eu não me importo mais com você, tantas e tantas vezes eu chorei por você, e no final de tudo, eu só sofri, e no final você me acusou de coisas que eu não fiz, assim definitivamente não dá! Mas sabe o que me magoa mais ainda? Saber que eu ainda gosto de você, que eu ainda tenho a necessidade de te ter perto de mim, mas isso vai acabar, eu juro que vai, porque eu mais do que ninguém sei o quanto você não merece amor, na verdade, você merece achar alguém como você, que não sabe amar, que só sabe fazer as pessoas sofrerem!

Hoje eu me senti decidida, e até um pouco mais forte, hoje eu pensei: ontem, foi a última vez da minha vida que eu chorei por você, que eu chorei por qualquer um de vocês, que não merecem minhas lágrimas, que não merecem o meu amor, e a partir de hoje eu andarei de cabeça erguida, com o meu sorriso de sempre no rosto. E quando, algum de vocês que me fazem sofrer se aproximarem eu vou apenas sorrir, e não me importar com o que vocês falem, eu vou apenas seguir em frente, e deixar vocês aí, para trás, em tentativas inúteis de me fazer sofrer.

Eu quero um fim pra tudo isso, eu darei um fim em tudo isso, em cada lágrima, em cada tristeza, em cada sofrimento, eu darei um fim, isso não existirá mais em mim, eu sei que não existirá, porque eu não vou deixar, nunca mais...
sábado, outubro 02, 2010

Duas partes de um só.


[não foi feito exatamente para fazer sentido! ]

Estou presa novamente em meus devaneios sem sentido, já não derramo mais aquelas antigas lágrimas, mas ainda sinto falta, sinto uma imensa falta de coisas de antes, de momentos em que eu fui extremamente e irrevogavelmente feliz! Eu já não sei mais o que são lágrimas, mas meus sonhos não se foram, meus medos continuam aqui, me rondando, me fazendo sofrer intensamente dentro de mim mesma, agora é como se eu estivesse presa, se alguém tivesse me acorrentado dentro de mim mesma, eu não posso mais expor esse sentimento, mas eu também não quero o fazer, mas algo dentro de mim grita, talvez seja eu mesma gritando, pedindo para sair, pedindo encarecidamente para me libertarem desse mundo em que tudo me prende tudo me faz querer chorar.

Eu sorrio por fora, e choro por dentro, daqui de dentro parece que tem outra pessoa lá fora, parece que alguém se apoderou de mim e está sendo feliz, mas sou eu, é uma parte de mim, eu sei que é, mas e essa parte aqui dentro? De onde ela veio? Para onde ela irá? Ela está sofrendo, chorando sem parar, está perdendo suas poucas e restantes forças, e quando ela não resistir mais? O que irá acontecer afinal? Eu quero saber, eu preciso saber me preparar, e se ela explodir? Essa parte feliz também irá se autodestruir pela tristeza? Não pode, não pode mesmo, ela tem de ser feliz, eu tenho de ser feliz, eu preciso dessa parte feliz, eu tenho de matar essa parte triste dentro de mim, ou pelo menos adormecê-la por certo tempo, eu só sei que ela não pode continuar ali, chorando, sofrendo, isso me atormenta.

Eu quero sorrir também, grita a parte de dentro aos prantos, eu quero sorrir também! E a parte de fora só responde em pensamento: então sorria, pare de chorar, esqueça daqueles que te fizeram sofrer, e sorria, lembre das coisas boas e apenas sorria, esqueça o passado, e sorria, somente sorria! Mas eu não consigo! Não consigo! Respondia a parte de dentro chorando muito, e ela recebeu uma longa e dura resposta: é por isso que não consegue, por todo esse seu pessimismo, por causa da sua teimosia, de querer sempre só a sua vontade, não dá pra pensar um pouco nos outros? Você é muito egoísta, por isso é tão triste! A todo o momento você só está pensando em você mesma, é isso que te estraga que faz os outros se afastarem, é isso que te faz sofrer! Eu aqui dentro, consegui apenas ficar calada, quieta, e chorava cada vez mais, essas palavras doeram tanto, me feriram completamente, foram como facadas...


domingo, setembro 26, 2010

Saudades..


Nossa, porque hoje eu estou assim? Sem saber o que fazer, eu não quero chorar, eu não posso chorar, eu tenho de esquecer todos os dias da minha vida, os bons, os ruins, eu não posso mais tê-los em minha mente, nem lembrá-los às vezes!

Eu me sinto como se a única coisa que eu pudesse fazer é deitar e dormir, dormir de uma forma que ninguém me acorde, que ninguém me chame, que eu nem mesmo sonhe, não me lembre de nada, de ninguém! É isso que eu quero fazer, dormir, e esquecer tudo o que já passei, das vezes que eu já chorei, é isso que eu quero fazer...

As músicas que me lembram de antes agora me perseguem, onde eu estou elas tocam, e do nada eu começo a cantar, e a lembrar dos dias em que eu a cantava com vocês, eu sinto saudades, somente saudades, de quando éramos todos unidos, de quando não existia essa tal falsidade ainda, de quando cada um era simplesmente, ele mesmo!

Às vezes eu paro e pergunto como isso foi acontecer, como aquelas amizades foram se autodestruir desta forma? Eu não sei responder, eu não sei responder tanta coisa, eu gostaria de saber...

sábado, setembro 25, 2010

A alegria de uma criança... *-*


Sorrir, sorrir é somente isto que eu farei agora! Sejam estes sorrisos verdadeiros ou falsos, agora será sempre assim, só sorrisos, só coisas boas, eu me esquecerei, completamente dos dias em que eu amei, dos dias em que eu chorei, dos dias que eu quis ter alguém ao meu lado, muitos já me disseram acreditar que o amor não existe, eu sempre discordava, dizia que o amor existe sim, e hoje eu concordo, o amor não existe, não tem como ele existir!

É, vocês estavam certos, eu me rendo, o amor não existe! E também não importa mais a sua existência! Os dias de glória estão chegando, os dias de somente sorrisos, somente felicidades, e nesses dias eu vou querer poder voar, pra sair pelo mundo voando e gritando: eu sou tão feliz, eu me sinto tão feliz! Consegui o que eu tanto queria! E sair por aí, distribuindo a felicidade, fazendo as pessoas serem felizes, serem alegres!

Eu vou novamente, simplesmente levantar a minha cabeça, e seguir em frente, seguir em frente como um vencedor deve fazer, seguir em frente como um alguém que pode até ter perdido, mas que ainda tem a sua dignidade intacta, que ainda tem a sua consciência limpa! Um alguém que vai chegar a casa e se deitar para dormir calmamente, feliz, sorridente!...

Eu vou pular, dançar e cantar, correr, gritar e brincar, como quando eu era criança! Eu vou sorrir ao ver uma criança, eu vou ter em mim a alma da criança que um dia eu já fui, a alma de sua felicidade, de seus sorrisos, alegrias e esperanças! Porque a criança é o ser humano mais alegre que se pode ter, o ser mais sincero, mais verdadeiro, porque crianças não sabem mentir, ela simplesmente nos dizem quando estão tristes, e quando estão alegres nós percebemos elas cantando, correndo, brincando, vivendo...

mágoas .



O meu coração está apertado, eu sinto alguma coisa doer dentro de mim, eu preciso de você aqui, eu sei que te amo, você diz me amar também, mais quando eu li aquilo meu mundo caiu mais um pouco, mais do que já havia caído. Eu estou perdendo as minhas esperanças de ficar com você, de te ter ao meu lado como eu sempre quis. E ela, como sempre, está conseguindo, mais uma vez, destruir a alegria que me contagia. Como eu posso deixá-la fazer isso? Eu não deveria, ela não merece ter o gosto da felicidade e da superioridade em sua boca! Não pode!

Eu tento, tento e tento e continuarei tentando sempre, tentarei fazer com que ela se arrependa, com que ela sofra tanto quanto eu sofri com cada palavra, com cada gesto que ela fez para destruir a minha felicidade! Ela não te merece! Não! Você é perfeito demais para ela! Às vezes perfeito demais até para mim! Mas para ela não! Ela não te merece de forma alguma, ela não presta, ela é egoísta, só pensou nela mesma quando destruiu minha felicidade, ela é falsa, era minha amiga e fez tudo isso!

Às vezes você me diz estar feliz com ela, e é isso que me faz não querer morrer, é só saber que você está bem, que está feliz, mas você não me fala muito sobre isso, e eu tenho a impressão de que não se sente bem com ela, mas se isso for verdade, porque ainda está com ela? Porque ainda insiste em me fazer sofrer? Só porque ela está feliz? Ela não merece ter felicidade! Não, não merece! Ela me fez sofrer... Por causa dela eu sofro peo nosso amor, por nós dois...

[eu me sinto incrivelmente magoada, e feliz, triste e animada, é tão confuso ainda :S ]
quinta-feira, setembro 23, 2010

Felicidade..


Nooooossa! Nossa! Nossa! Eu ainda não acredito direito, eu estou me sentindo tão feliz, tão realizada, tão, tão tudo! Saber que você recebeu a carta, que a leu, e que acima de tudo: GOSTOU!

Eu estou tão estranhamente feliz, o meu sorriso vai de orelha a orelha, de ponta a ponta, ele não consegue sair mais do meu rosto, quando eu me lembro das palavras dela me dizendo que foi levar a carta pra você e que você ficou com os olhos brilhando enquanto lia a carta, que cheirou a minha foto, e que notou cada mínimo detalhe que estava escrito nela!

É tão bom saber dessas coisas, é tão bom saber que você está feliz, que está melhorando, saber que você se lembra de mim, que pensa em mim tanto quanto eu penso em você, e isso me deixa mais feliz ainda, por que é tão bom quando um sentimento é recíproco.

Eu estou dando suspiros ao vento, sorrisos pras paredes, e gritando para todo lado, eu tenho vontade de sair pulando e gritando a todos: ELE GOSTOU! ELE GOSTOU! ELE RECEBEU A CARTA! ELE FICOU FELIZ!

Lágrimas agora saem dos meus olhos, mas não pelos motivos de antes, agora são lágrimas de felicidade, lágrimas de comemoração, de realização! Cada palavra me deixa totalmente anestesiada, é assim que eu me sinto! Totalmente anestesiada, a felicidade me anestesiou e eu acho que não há nada que poderia me desanimar, não agora!...

Obrigada, obrigada! Por ter dado tudo certo, por a carta ter chegado lá, e por ele ter gostado! Era somente disso que eu precisava para ficar totalmente feliz, saber que ele gostou! *-*

[agora eu tenho certeza do meu sentimento: me sinto feliz (: ]
quarta-feira, setembro 22, 2010

Você me traz felicidade *-*


Hoje eu estou me sentindo bem, não sei, mas é como se eu sentisse que você está melhorando, que você logo vai voltar para casa, que vai vir me chamar de fresca, ficar me chamando de boba, e me fazendo rir, me fazendo feliz. Hoje eu senti isso, senti uma felicidade imensa, e eu queria dividir isso com você, principalmente com você que esteve sempre do meu lado, que já viu a minha angústia várias vezes.

Depois de dias preocupada, depois de dias sem sorrir, eu hoje ri e sorri, gritei, pulei, corri, hoje eu me senti feliz, me senti consagrada, é incrível como pequenas atitudes, pequenas palavras puderam me alegrar, eu até falei que pro dia ficar totalmente perfeito só faltava conversar com você, e ah, como eu sinto saudades de conversar com você!

Eu acho que amanhã vai ser um dia #tenso, mas isso não importa, o que vale mesmo é o hoje, e hoje eu quero sorrir, só sorrir, e me lembrar de cada dia feliz com você, e me lembrar especialmente daquele dia que eu ouvi a sua voz, que eu tive a tal certeza de que era você no telefone, mesmo sem saber que era você! É, as minhas intuições são mais realistas do que deveriam ser! Sabe, eu me lembro de tudo, desde o dia em que nos conhecemos, das nossas brincadeiras, eu ainda não consegui entender como você foi fazer isso comigo, e meu Deus, agora 80% das coisas que eu falo tem o seu nome no meio, eu não consigo ficar sem me lembrar de você, é o tempo todo, o dia todo, já me disseram que estou apaixonada por você, mas tudo parece tão surreal...

Eu sinto a sua falta, sinto falta das nossas conversas, e eu peço a Deus por favor, imploro se for preciso, que você melhore logo, que volte logo a sua vida normal, porque eu estou sentindo tanto a sua falta, e não só seu como todos os que te amam, e eu sei também que você odeia hospitais! (risos)

I love you so much *-*


[não sei porque, mais ainda me sinto confusa :/ ]
terça-feira, setembro 21, 2010

Eu ainda não entendi...


... não me conformei com a notícia de que você não está bem, de que está internado, meu Deus, como pode? Eu sei que apesar de tudo é melhor pra você estar aí, neste hospital, mas dói tanto saber que eu não posso estar aí com você, que eu não posso te abraçar e te dizer que eu vou estar sempre com você. Mas eu vou estar sempre com você, meu coração vai estar sempre aí, ao seu lado, te apoiando, te amparando, te impedindo de chorar.

Eu quero te ver bem logo, quero ver você me chamando de fresca de novo, brigando por eu estar falando demais, e me alegrando, me fazendo viver de uma forma que eu nunca vivi, me fazendo passar noites e noites sonhando com você. Nossa como isso foi acontecer comigo? Eu me sinto tão estranhamente feliz por saber da sua existência, e ao mesmo tempo me sinto um tanto quanto preocupada por saber que você está doente... Mas você vai melhorar, eu sei que vai, e eu sei também que você vai ler aquela carta que você tanto queria, e sei que vai sorrir enquanto a ler, e sei também que não vai gostar de uma coisa que está escrita nela, e eu sei que você vai me fazer feliz sempre, sempre, sempre, sempre. Porque é do seu sorriso, da sua voz que eu tiro as minhas forças. Há... A sua voz, eu quero ouvi-la para sempre, e mesmo você sendo o garoto mais chato que pode existir no mundo eu quero te ter sempre ao meu lado, aconteça o que acontecer, da forma que nós estivermos, eu quero ter você perto de mim sempre, pra me fazer rir das suas besteiras...

Eu às vezes penso em como tudo isso foi acontecer, e simplesmente não consigo nem mesmo explicar, você se tornou especial e único da sua forma e aos poucos, como se você nem mesmo estivesse aqui, mas agora se você não está faz uma falta enorme, eu quero você sempre ao meu lado, haja o que houver, e eu também estarei sempre com você, mesmo se não for fisicamente, mas eu estarei com você nos meus pensamentos, no meu coração... *-* ♥

Do lado de cá, tem música, amigos e alguém para amar ♫


[não fez nenhum sentindo, mas são os meus sentimentos, eles estão confusos agora.. :/ ]
sábado, setembro 18, 2010

O que aconteceu ?!

Ela já o trata com uma indiferença sem tamanho, ela já não sente mais nada, ou pelo menos finge não sentir! Ela já não chora, mas também não sorri. Ela não se lembra mais dele, mas também não ama mais ninguém. Dele nós nunca mais sabemos, ela nunca mais o procurou, e ficou assim, esse mistério, esse segredo!

Ela não diz a ninguém como se sente, aliás, ela nem mesmo conversa com seus amigos como antes, eu nunca mais a vi chorar, eu nunca mais a vi sorrir, não ouço mais a sua voz, nós sentimos saudades de como ela era antes...

Uma súplica, um desabafo...


Ai meu Deus como eu odeio esses pressentimentos meus, e os odeio mais ainda quando é relacionado a pessoas que eu amo, meu Deus o protege, por favor, de todo o qualquer mal, eu sinto que algo de ruim está acontecendo com ele, mas não pode acontecer! Não pode! Não pode! De forma alguma, o que eu vou fazer sem ter ele pra conversar, sem ter ele pra me fazer rir, pra me irritar, me chamar de fresca? Por favor, eu lhe suplico, não deixa nada de ruim acontecer!

Nesse exato momento eu sinto um nó na minha garganta, e a vontade de chorar já está quase me dominando, eu suplico, por favor, não deixa nada acontecer com ele, por favor, ele é muito importante pra mim, não faça isso de novo, eu não sei se sou capaz de suportar toda essa dor mais uma vez! Eu estou com medo... Eu odeio sentir medo.

Eu já não estou nem mesmo conseguindo segurar minhas lágrimas, porque ninguém me dá noticias? Porque ninguém me avisa como ele está? Eu sei que ele não está bem, eu sinto dentro de mim, por favor, alguém me dê notícias dele, antes que eu enlouqueça! Alguém me diz que tudo isso é mentira, que eu não estou com essa sensação de que alguma coisa ruim vai acontecer, por favor, por favor, por favor...
quinta-feira, setembro 16, 2010

Sentimentos, malditos sentimentos!

Idiota! É isso que você é, um completo idiota! Como eu pude um dia te querer, te amar?! Eu não sinto mais nada por você, não sei nem porque eu ainda me lembro da sua existência! Você não merece mais ninguém! Aliás, você nunca mereceu alguém, você não consegue ser digno de amar! Eu tenho dó das garotas que assim como eu já gostaram ou que irão gostar de você! Trouxas, isso que elas são, assim como eu fui, e isso às vezes me deixa com raiva, sim raiva, eu ainda não entendi como eu fui capaz de tamanha idiotice.

Eu já não quero nem mesmo ouvir seu nome, você para mim já se tornou passado, um passado velho e idiota...

Às vezes eu até me lembro sem querer de você e então eu redescubro o porquê de todas gostarem tanto de você, por que você sempre é esse fofo com todas, você simplesmente tem o dom da conquista e nesse papo eu juro que não caio mais.

Com o tempo eu estou aprendendo a ser fria quando é preciso, aprendendo a não ter mais esses malditos sentimentos. Frieza. Acho que era isso que faltava em mim, conseguir ser uma pessoa fria, meu coração parece que se auto-congelou, eu não sinto mais a-m-o-r!

Eu não sinto mais nada, eu não quero sentir, você não merece nenhum sentimento! Eu quero me deitar e adormecer, não me lembrar de você, não sonhar com você! Eu quero esquecer cada sentimento, não só os que eu já senti por você, mas todos os meus sentimentos, eles sempre me deixam mal...

Eu cansei! Cansei de ter sentimentos, estes malditos e idiotas sentimentos que não valem nada, que não servem para nada, se não para me fazer sofrer, chorar, eu cansei! Cansei de viver essa vida idiota, cansei de esperar você se prontificar para mim, de te ver feliz e estar triste, não existe, não pode existir amizade, você é idiota! Mas talvez eu consiga ser mais idiota do que você... Eu odeio mais que tudo esse sentimento de te amar, mas eu ainda não consegui acabar com ele, e não pode existir essa tal “amizade” que você tanto quer, enquanto eu ainda te amar, nem depois, não vai ter como, não vai rolar (y)
quarta-feira, setembro 15, 2010

And I don't never want to cry' ...

Você não pode mais estar comigo, eu não posso mais te querer para mim!...
Mas mesmo assim, toda a noite ainda sonho com você, ainda me lembro das suas palavras, dos seus sorrisos, cada um de nós seguiu o seu próprio caminho, eu agora vou é correr atrás da minha felicidade!

Você me diz estar feliz, eu nem mesmo acredito, mas finjo acreditar e falo estar feliz também, mesmo não estando... Seus ciúmes quando eu falo dos meus amigos para você, te denunciam mesmo sem você os admitir!

Eu me lembro de cada instante com você, isso as vezes dói, as vezes me alegra, é relativo, depende do dia, da lembrança, do meu humor... Eu tenho que parar de me lembrar, preciso esquecer de uma vez você, e não importa mais nada daquilo, e eu não vou nunca mais chorar!
Chorar, chorar, já fiz tanto isso por você... Eu te quero, não te querendo mais, eu necessito sem depender de você! Hoje a ficha caiu, não adianta mais chorar, não adianta mais pedir, eu não preciso nem mesmo mais sonhar, não existe, nunca existiu, e nem vai existir nada disso, foi apenas um “conto de fadas” somente mais um deles, mais uma mentira, mais uma farsa, como tudo sempre é...

Eu não deveria ter corrido atrás de você, eu fui ridícula fazendo isso, como eu pude? Eu ainda não me conformo! Eu não te amo, eu tenho que me convencer disso, eu sei que sou capaz de mudar esse sentimento, eu não te amo! Eu não te quero! Você não significa mais nada pra mim! Eu sei que não significa, você não pode significar, não pode, porque se não eu vou sofrer, mais do que já sofri, eu vou chorar, mais do já chorei, e eu não quero mais chorar...
terça-feira, setembro 14, 2010

A dor do Fim..

Hoje eu senti aquele aperto novamente,
A dor de ter te perdido, a falta de alegria em meu olhar,
Me dominando, me fazendo chorar...
De novo não, de novo não...

Eu lhe peço, por favor,
Não me faça novamente chorar,
Eu já me cansei,
preciso enfim descansar...

Eu vi aquelas palavras escritas,
aquelas comemorações tão doídas,
e senti a minha cicatriz latejar.
A cicatriz no peito, no coração, o que era o seu pedaço, que você arrancou sem emoção...

Estou aqui, ouvindo,
lendo, relendo, todas aquelas suas mensagens,
ouvindo as músicas que nos marcaram,
que marcaram a nossa história...

Seria eu, seria eu,
que deveria estar a comemorar!
Mas não sou, e nem vou ser,
Porque o nosso tempo, simplesmente, já acabou...

A Divina arte de Escrever...


Já faz um tempo que eu venho achando que estou escrevendo coisas assim, tão repetitivas, que estão até perdendo a graça, então hoje eu decidi isso, decidi escrever sobre "o escrever", eu não sei bem como é mesmo escrever, mas eu mesmo assim escrevo, eu tento, escrever é um dom, é uma dádiva, com pequenas palavras você consegue transmitir tudo o que se passa dentro de você, ou tudo que você imagina, escrever muitas vezes é fechar os olhos e se deixar tomar pelas palavras, pelos sentimentos mais sinceros e puros, são eles, os sentimentos que dão mais sentido as nossas palavras, que dão mais vida a nossa própria vida.

Escrever é uma arte, assim como a música, assim como a dança, assim como a pintura, e todas as outras artes existentes, a escrita pode não ser tão valorizada, mais é importante, muitas vezes é a nossa tão querida escrita que encontramos um refúgio para a nossa vida, que ora está boa ora ruim... Eu não sou bem de me “obrigar” a escrever como dizem que é o certo a se fazer, eu escrevo quando tenho vontade, sobre o que eu tenho vontade, eu escrevo as vezes para desabafar, as vezes, para alegrar, ou apenas escrevo por escrever...
quarta-feira, setembro 08, 2010

O início de um novo fim...


E depois de tudo aquilo ela apenas se deitou e deixou que as lágrimas lhe escorressem pelo rosto, ela precisava disso, somente ficar quieta, chorar. Ele já a fez sofrer demais, aquele sonho que ela teve, e a vontade enorme com que acordou de correr para os braços dele e não sair de lá, de onde ela se sentia segura, se sentia amada.

Ele, naquele mesmo momento estava em sua cama, pensativo, lembrando de cada instante, e desejando-a, desejando o seu abraço, os seus beijos, ele apenas se perguntava: “como eu pude fazer isto? Como pude acabar com esse namoro? Ele era o que me mantinha, sem ela aqui comigo, é como se me faltasse o chão...”

E assim eles continuaram cada um em sua casa, seu quarto, pensando um no outro, e ele resolveu telefonar, sim, para ela, ele ligou para ela! E no telefone falou coisas que ela nunca esperaria ouvir, declarações de amor, pedidos de desculpas, mas ela não podia mais aceitar, ele já haviam tentando duas vezes, não deu certo, acabou... Ele deixou lágrimas caírem de seus olhos sem deixar que elas abalassem a sua voz, se despediu e logo desligou o telefone, ele ficou apenas deitado, quieto, sem pensar, sem chorar, sem se mexer... Ela chorou um pouco e acabou adormecendo, o sono mais profundo que ela já tivera, sem sonhos, sem pesadelos, sem pensamentos, sem nada, e no outro dia, foi a mesma coisa, a mesma dificuldade de sobreviver a tudo aquilo, e com o passar do tempo foi diminuindo a dor, aumentando a amizade, e assim que nasceram hoje dois melhores amigos

terça-feira, setembro 07, 2010

Saudades...


Ah como eu queria, ter sonhado com você esta noite, eu acordei, e senti uma decepção imensa, eu não sonhei com você, eu deveria ter sonhado, eu queria ter sonhado, eu queria ter visto você, seu rosto, nem que fosse mesmo o sonho, ter matado um pouco a saudade...

Você ontem faria aniversário, e ah, como doeu lembrar-me disso e não poder ter abraçar, não poder te mandar as mensagens que eu sempre lhe mandava, você foi como uma mãe pra mim, e me faz falta, sempre vai fazer, eu te amo demais, e cada vez que eu vou à sua e não te vejo lá, a saudade vai se tornando maior, maior e maior. Eu sei que você não me quer assim, mas eu não posso escolher entre querer ou não, é uma coisa que eu sinto, é uma falta que eu sinto, e eu queria não sentir, eu precisava não sentir...

Sempre do meu lado eu sei que você vai estar, minha estrela guia, e eu nunca me esquecerei dos dias em que você ainda estava aqui, conosco, do seu sorriso, dos almoços na minha casa com a família toda aqui, e principalmente, daquele último almoço que você veio aqui, tinha jogo do Brasil, juntou todo mundo pra assistir, a gente apostando quem ia ganhar, meu aniversário, foi o melhor almoço que já tivemos, você sempre foi tão presente na minha vida, de 15 aniversários meus, você só não veio em dois, o 1º ano passado, você estava internada, e o 2º esse ano, você já não estava mais entre nós :/, mas mesmo assim, eu te amo demais, eu sinto saudades, mas eu nunca me esqueço de você, nunca me esquecerei, você é especial demais para ser esquecida. Eu te amo demais, e nem a morte vai acabar com o carinho que eu sinto por você

[feliz aniversário por ontem, e eu sinto a sua falta :/ ]
segunda-feira, setembro 06, 2010

I'm sorry? :S


Eu não sei por que eu fiz isso, não sei por que disse aquelas palavras pra você, não sei por que lhe mandei aquela carta que não era para ter recebido, ainda bem, ainda bem, que não a enviei para sua casa, ainda bem, eu quero morrer por ter feito isso, quero morrer por ter te contado cada mínima coisa que falei, eu não deveria, não deveria, eu estou sofrendo com tudo isso.

Eu quero te ver feliz, eu quero ser feliz, eu quero te esquecer, eu preciso esquecer você, esquecer esse sentimento maldito chamado amor, eu te odeio, eu te amo, eu te odeio, eu não sei o que eu sinto por você, eu te amo...
Eu quero deitar, dormir, não acordar mais, de onde veio tudo isso? De onde minha cabeça tirou tantas barbaridades para de dizer? Talvez aquilo tudo não tenha saído da minha cabeça, e sim do meu coração, era tudo o que eu precisava te dizer, era o que eu queria que você soubesse...

Eu gostaria tanto de tentar de novo, de fazer dar certo, de poder te amar, te fazer feliz, maldito aquele dia 29/05, o dia em que te conheci, maldito aquele dia 10/06, ou até benditas datas, não sei, você deve ler isso, eu sei que deve, você vem sempre por aqui, você sabe que é pra você, sabe os significados de cada uma dessas datas, sabe que eu me sinto mal quando me lembro delas, eu te amo, mas não quero mais te amar, não quero, não posso, não devo, eu não te mereço!

[me desculpa G? :( ]
sábado, setembro 04, 2010

Amor (im)possível


Ela ainda acreditava em suas palavras, ela ainda acreditava que ele a faria feliz algum dia, mentiras. Mentiras. Eram somente mentiras, que a fizeram sofrer, chorar e querer a sua própria morte. Com o passar do tempo as feridas foram cicatrizando, o sorriso voltando ao rosto, e o brilho em seus olhos já era mais notável, ela voltara a viver.

Cada dia um sorriso maior aparecia em seu rosto, agora já podíamos ouvir suas risadas, suas brincadeiras e piadas de sempre, ela estava revivendo, então em um dia ela sentiu uma necessidade que nunca havia tido, ela precisava d-e-s-a-b-a-f-a-r ela não gostava disso, não queria incomodar as pessoas com suas histórias, suas angústias e seus medos, mas ela precisava disso, e pediu ajuda à sua melhor amiga, ela a ouviu... A garota disse tudo, falou que ela queria que desse certo com ele, que não havia como duas pessoas não conseguirem ser felizes juntas mesmo se amando tanto quanto eles se amavam, e ela enfim deixou algumas lágrimas caírem, lágrima que nunca haviam sido vistas por ninguém além dela mesma e seus espelhos, aos quais vários foram quebrados durante seus acessos de choros, quando a única coisa que ela precisava era de um abraço e não o tinha, a amiga ouviu quieta, atenta, e no final de tudo a abraçou e sussurrou um pequeno: “vai dar tudo certo”. Era tudo o que ela precisava, um abraço e palavras de encorajamento, ele reapareceu, eles conversaram, se acertaram, e ficaram felizes um com o outro, mas um dia acabou, acabou sem ninguém saber porque, eles estavam tão bem juntos, e ela seguiu em frente, com a cabeça erguida, e o seu sorriso sempre no rosto, sempre aberto e ela, sempre pronta para ajudar...

[Porque como era possível duas pessoas que se amavam tanto não terminarem felizes para sempre? Aquilo tinha que dar certo. Não tinha? – comer, rezar, amar – Elizabeth Gilbert]
terça-feira, agosto 31, 2010

Especial músicas *-*

Você não virá mais ao meu encontro? Eu preciso ser salva! A dor já me consome mais do que deveria, eu já não mais como escondê-la, Você não vira me salvar? (♪)

Won’t you save me? ♫


Todos estão me fazendo mal, me fazendo sofrer e chorar de uma forma tão dolorosa, tão intensa que eu nem mesmo sei se vou sobreviver, se vou conseguir seguir em frente, mas eu sei que tenho o seu abraço, o seu apoio, porque Você é a única exceção (♪)

You are the only exception ♫
segunda-feira, agosto 23, 2010

Você ainda me faz chorar como quando eu era criança, você ainda não percebeu? Isso dói, cada palavra sua, ou melhor, cada silêncio seu está doendo dentro de mim, você ainda não percebeu? Eu sinto falta de um abraço, eu sinto falta de um “eu te amo” você está me parecendo uma estranha, o que fizeram com a pessoa que eu mais amo na minha vida? Cadê aquela pessoa que me conhece melhor do que ninguém, que sempre fez de tudo pra me defender? Eu estou sentindo um vazio no meu peito, eu sinto faltar um pedaço de mim, porque você está fazendo isso? Eu ainda não entendi, eu quero entender, eu preciso entender, eu estou com raiva, eu estou magoada, mais magoada do que com raiva, eu queria ouvir a sua voz de novo, como você sempre falou comigo, eu sinto falta de você! Eu derramo mais lágrimas por você do que eu tenho, eu tenho vontade de gritar para tirar essa dor de dentro de mim, mas não consigo, a minha voz não sai... Eu preciso desabafar, eu preciso tirar isso de dentro de mim, eu não posso fazer isso com você. Eu fecho os meus olhos e me lembro de você, eu choro, choro e choro, cada vez mais, por sentir esse vazio, por querer o seu abraço e você se recusar a me dar, por te ligar e você se recusar a me atender, isso machuca, você ainda não percebeu? Isso dói demais dentro de mim... Eu amo você e parece que você nem se importa! :/
sábado, agosto 21, 2010

Melhor amigo ...



Cada palavra, cada instante com você, me faz ter sorrisos tão sinceros em meu rosto, você é quem me deixa feliz, você é quem me faz sorrir sempre, eu te adoro, isso já é inevitável, você é um amigo diferente, um amigo que apóia, um amigo que me faz sorrir, que me faz feliz. A nossa amizade é incrível pra mim, é indecifrável pra quem é de fora, nós falamos coisas que só a gente entende, e as nossas risadas são sempre as mais verdadeiras. Você limpou minhas lágrimas quando eu chorei, você me deu o abraço que eu mais precisava quando eu estava caindo, você me ajudou a levantar novamente. É você quem briga comigo quando eu sou pessimista, é você quem me fala que eu tenho é que sair xingando essas pessoas que me fazem mal, é você que não gosta muito das pessoas que eu gosto, mas mesmo assim respeita isso, é você que fala pelos cotovelos e eu tenho que ficar brigando pra não sair falando de tudo pra todo mundo, é você o amigo que eu tenho faz 3 anos, o amigo que sempre me ajudou, o melhor amigo... te adoro c2


[porque com o tempo você se tornou bastante especial (: ]
sexta-feira, agosto 20, 2010

Não era pra terminar assim.. (História) parte 2

Continuei deitada em minha cama, mas desta vez sem pensar em nada, sem lembrar de nada, apenas deixando as lágrimas escorrerem pelo meu rosto, meu celular tocou novamente, e eu atendi sem nem mesmo ver quem era, e me surpreendi com a voz, era o Lucas novamente.
*inicio da ligação*
- Oi Mari, como você está?
- É.. eu estou bem – falei gaguejando, tentando esconder o meu choro
- Será que a gente pode se ver? – ele perguntou tristemente.
Eu não sabia o que responder pra ele, eu estava totalmente surpreendida com o pedido dele, eu aceitaria? Não sei :S
- Marianna, Mari, tudo bem? – ele perguntou preocupado com o meu silencio.
- Oi Lucas, tudo sim, só um pouco surpreendida, mas tudo bem, vamos nos ver
- Ok, daqui 20 minutos eu vou na sua casa tá?
- Tá bom, vou esperar.
*fim da ligação*
Eu me sentei em minha cama e comecei a chorar mais ainda. Meu Deus como eu fui aceitar vê-lo mesmo depois de tanto tempo, e o pior de tudo: eu ainda gosto dele... De repente a ficha caiu de que ele viria AQUI, na minha casa e eu resolvi me arrumar, fui ao banheiro, lavei meu rosto e passei uma maquiagem de leve para esconder um pouco o meu choro. Ouvi a campainha tocas e estremeci, era ele.

[terá continuação *-* ]

Vícios.


Eu enfim deixei as lágrimas escorrerem pelo meu rosto... Ouvir aquelas suas palavras, foi pior do que se você tivesse me ferido fisicamente, eu não sei mais o que pensar de você, aquelas palavras soaram tão piores do que na realidade são quando foram ditas por você, e isso me magoou, magoou bastante, mais do que deveria ser... Eu fechei meus olhos e deitei, ouvindo minhas músicas favoritas e lembrando, e relembrando de cada instante que tive com você. A sua voz, o seu sorriso, o seu olhar, tudo se misturou na minha mente, as suas palavras de amor, eu não sei mais quem é quem, nem o que é o que, eu preciso de você para me guiar novamente, para me ensinar a viver sem ter você, para eu reaprender a viver sem você, porque você se tornou um vicio pra mim, vicio bom ou ruim? Não sei, você é um vicio agora, um vicio ao qual eu não tenho mais forças para deixar...
terça-feira, agosto 17, 2010

Pessoas especiais...


Hoje eu olhei para o lado e vi como você me faz e me fez feliz, eu vi, o quão boa é a minha vida para reclamar, o quanto cada um, cada ser que participa da minha vida é importante para mim, e eu sorri, como eu nunca tinha sorrido ainda. Cada instante da minha vida, mesmo com os momentos difíceis, com vocês por perto se tornou mais completo, porque são vocês, meus amigos, minha família, que me fazem feliz, e não importa que seja aqui, ou na China, e não importa se gostem ou não da nossa convivência, o que importa, o que realmente importa é o que nós pensamos, o que nós sentimos uns pelos outros.
Hoje eu me lembrei de cada dia que passei aqui, de cada sorriso, de cada abraço que eu recebi uns vão se perguntar: “mas como ela se lembra de tudo?” e não eu não me lembro de tudo, mas eu me lembro de cada momento especial, de cada pessoa que marcou, mesmo que por pouco tempo, mas marcou e sempre será lembrada...
Porque o que manda na verdade não é o tempo, mas sim a intensidade com que se acontecem as coisas, porque cada um se torna especial pelo que se é e não pelo que se tem, nem pela sua aparência, cada um é especial do seu jeito, cada um é especial da sua forma...

Não era pra terminar assim.. (História)

- Responde, por favor?
- Eu não sei o que te dizer.
[eu virei às costas e me afastei chorando silenciosamente]
Essas foram nossas ultimas palavras e desde então mesmo se nos vemos é como se nos nunca tivéssemos nos conhecido.

Estou deitada em minha cama ouvindo música, no momento está tocando a musica que lembrava o meu namoro com o Lucas, e então senti as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Eu me mantive quieta e foi se passando um filme de casa instante em que passei com ele, e daquele nosso ultimo dia juntos:
*Flashback*
Ele chegou e me deu um abraço.
- Oi Lucas, tudo bem?
- Tudo, e você meu amor? – ele falou quietamente
- Aconteceu alguma coisa? – eu já estava ficando preocupada!
- É... Eu acho que preciso contar uma coisa...
- O que aconteceu? – disse olhando pra ele assustada
- Bem, eu não queria fazer isso, mas a Júlia me beijou, e eu acabei te traindo.
Meus olhos se encheram de lágrimas, e eu falei já cambaleante:
- Mas, por quê?
- Eu não sei o que te dizer.
*Fim do Flashback*
Há essa hora eu já estava me derramando em lágrimas, então ouvi meu celular tocar e quando olhei era quem eu menos esperava, sim era ele, o que será que ele queria comigo? Fiquei olhando a tela do celular por um tempo, e resolvi desligar, eu não queria falar com ele, não queria mais ouvir aquelas desculpas que ele sempre arrumou para o nosso namoro, pra mim já acabou..


[terá continuação *-* ]
domingo, agosto 15, 2010

Porque você é tudo pra mim....

Não me importa mais o que dizem disso tudo, eu já não sei mais o que é dar importância a esses fúteis e inúteis comentários maldosos, pra mim chega! Já deu o que tinha que dar, agora eles que fiquem aí criticando o nosso amor, eu quero é estar com você, ao seu lado, eu quero ter a felicidade ao nosso lado, você foi um anjo que me apareceu, não importa nem mesmo que estamos distantes, nem que as vezes nós nos magoamos um com o outro, essas antigas mágoas estão passando, estar ao seu lado é o melhor presente que eu poderia ganhar em toda a minha vida, as nossas conversas são como um refúgio para tudo o que eu tenho que enfrentar, falar com você me faz esquecer de tudo o que eu agüento, me faz esquecer dos problemas, das tristezas e das minhas mágoas, isso tudo parece as vezes não ser nem mesmo real, mas dentro de mim eu sinto que isso é de verdade, que isso é a mais pura e bela realidade que pode existir.

A cada instante você me faz pensar em como é bom estar aqui, em como é bom ter tido a oportunidade de te conhecer, como é bom poder falar com você e ver o quão importante nos tornamos um para o outro, muitos me dizem que isso não é real, que eu estou sendo idiota por acreditar em você, e eu penso: mas e se EU quiser isso? As escolhas são minhas, os erros também serão meus, eu quero tentar, eu preciso mais do que tudo tentar fazer dar certo, porque você me dá as forças que eu preciso, e então eu simplesmente fecho os meus olhos e espero você chegar aqui, espero o seu abraço talvez como uma criança inocente espera a mãe vir colocá-la para dormir, e sempre que estamos distantes e eu preciso de você eu me lembro da sua voz, e do seu sorriso e eu me sinto tão perto de você, tão junto de você que eu me sinto segura novamente, que eu tenho forças para enfrentar o que eu tiver que enfrentar, eu nunca desisti de nada, e não vai ser dessa vez que vou desistir, muito menos de você....

But, every time i look to you, No matter what I’m goin’ thru, It’s easy to see, And every time I hold you, The things I never told you, Seem to come easily, ‘Cause you’re everything to me…. [ Mas toda vez que eu olho pra você, não importa pelo o que eu estou passando, É fácil ver, E toda vez que eu te abraço, As coisas que eu nunca te falei, Parece que chegam mais fáceis, porque você é tudo pra mim ] – Every time I look at you - Kiss
terça-feira, agosto 10, 2010

Eu sei que é você...


Eu liguei, aquela voz que me atendeu, pra mim era a sua, sim, era, eu senti, mesmo nunca tendo a ouvido, eu sei que era, e agora dentro de mim uma voz grita: "Era ele! Sim era, você falou com ele, com o garoto que você sonho todas as noites nos últimos 2 meses e meio..."
Eu saí daquele telefone e senti o chão sumindo, e a vontade de deixar as lágrimas caírem quase me dominando, mas não, eu não deixei isso acontecer, não dessa vez :/
Essa data de hoje, esse dia me lembra dos nossos momentos e a sua voz me hipnotizou, eu sei que era a sua voz...
Eu estou aqui sonhando, segurando as lágrimas nos meus olhos, eu quero segurar a sua mão firme, te abraçar, eu estou sentindo falta de você, dos sorrisos que você provoca em mim... Nós dois parecemos feitos um pro outro, "almas gêmeas", que infelizmente encontraram no caminho empecilhos que estão derrubando a gente, mas não derrubando o nosso amor, pelo menos não o meu por você... Nós somos juntos a prova de que a distância não impede um grande amor...
(Eu te amo e não vivo mais sem você. :/ )
domingo, agosto 08, 2010

Corações Destrídos...


Por um momento eu cheguei a imaginar que eu havia conseguido te perdoar, que eu tinha esquecido aquela mágoa que você me fez sentir, que o ódio por ti já tinha ido embora, mas quando nós conversamos, naquela nossa primeira conversa depois de tudo o que aconteceu eu tive a certeza de que não, eu não consegui te perdoar ainda, eu descobri naquela conversa que eu ainda não tenho forças suficientes para de ter, para conversar com você sem sentir tanta raiva, sem sentir as cicatrizes que você deixou no meu coração doendo, latejando, e eu fico me perguntando agora: como eu fui conseguir gostar tanto de uma pessoa que me fez chorar dessa forma? Que me machucou de certa forma que eu não consigo nem mesmo vê-lo? E eu não sei quais são as respostas destas minhas próprias perguntas, você um dia já me fez querer viver, por um tempo eu me magoei demais, agora, eu não sei, aliás, eu sei, eu não quero mais, não quero mais nada disso, quero você longe de mim até eu recompor, isto é, se um dia eu conseguir me recompor o suficiente para conseguir conversar com você sem ter o enorme desejo de te destruir, de destruir seu coração da forma como o meu foi destruído, eu não sinto mais a sua falta, você agora se tornou passado, um passado distante e dolorido, bem dolorido, que um dia já quis me derrubar, mas que eu não deixei, e não vou deixar nunca, porque eu cansei de sofrer por você, cada um por si agora, cada um com sua vida, com suas alegrias e suas decepções…

“Sinto, mas vou te deixar, eu já não me sinto bem com sua presença, Seu tempo acabou. Vai! Tchau e Bença!...” – Tchau e Bença – Exaltasamba ♫
terça-feira, agosto 03, 2010

Sonho, um mundo além da realidade.


Hoje sonhei com você, aquele sonho tão bom, um sonho infantil, inocente, tão alegre, tão colorido que até me levantei melhor. Você na verdade, é um sonho pra mim, um sonho que tentei realizar, um sonho que eu não, infelizmente ainda não consegui conquistar, eu penso em desistir, penso em te deixar pra lá, mas não sei, parece que não tem como, parece que eu também não consigo te abandonar. Eu quero sonhar contigo todas as noites da minha existência, eu quero você ao meu lado para todo o resto da minha vida mesmo sabendo que isto é apenas uma ilusão, que é uma vontade sem razão. Você me fez ser melhor, me fez feliz, me fez sofrer também um pouco, mas enfim, você me dá uma vontade enorme de sobreviver a todas essas dificuldades, a todos esses obstaculos que cismam em nos cercar, agora parece que será para sempre que eu não te terei nunca mais, mas eu não me importo, eu quero sonhar, eu quero nem que seja por mais um pouco de tempo ainda ter essa ilusão, ainda ter esse sonho de te ter ao meu lado em minha mente, em meu coração…

"Como eu queria estar contigo, eu paro e faço um desejo: pense em mim, que eu tô pensando em você" ♫ - Pense em mim - Darvin
sexta-feira, julho 30, 2010

Dica de livro: O Morro dos ventos uivantes - Emily Brontë


Emily Brontë enriqueceu a literatura inglesa com apenas um único romance que se distinguiu no gênero pela narrativa poética, estrutura incomum e ausência de digressões. O Morro Dos Ventos Uivantes (1847) ambienta-se em Yorshire do século XVIII e narra a história de duas famílias - Linton e Earnshaw - unidas pela paixão e pelo ódio. A intensidade dos sentimentos ultrapassa até mesmo os cânones românticos. O Morro Dos Ventos Uivantesé um dos mais importantes clássicos da literatura inglesa e mundial. Uma autêntica obra prima.

Search This Blog

Seguidores

Blog Archive

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.

Blog Archive