quarta-feira, outubro 27, 2010

é só você ;

Eu me sinto como se houvesse perdido, eu me sinto perdida na verdade, perdida em meus próprios pensamentos, eu sinto a sua falta, você sabe, eu sinto muito a sua falta, e eu sinto saudades de tantas as vezes que você me ouvia que me chamava de fresca, e eu fico aqui sempre, lendo e relendo históricos de conversas, e eu fico me lembrando de como era bom tudo aquilo, de como me fazia bem, e como me fazia feliz.

Eu sei, eu sei muitas vezes já me falaram que isso é idiotice, que eu devo te esquecer, mas eu só, não consigo tirar do meu coração um sentimento tão forte, e nem posso controlar meu coração para ele não bater tão forte quando falo com você, e eu não consigo controlar as lágrimas para elas não descerem pelo meu rosto com tanta facilidade, eu só preciso de você, você sabe disso, que com você ao meu lado tudo mudaria, que a felicidade voltaria, eu sinto a sua falta, sinto tanto a sua falta, você não tem idéia do quanto sinto saudades.
Esses históricos, eles me lembram tantas coisas, de tantos momentos, eu sempre choro quando os leio, eles me fazem ter a certeza de que a culpada de tudo fui eu, eles são como homens com espadas apontando para mim e gritando: “É CULPA SUA! FOI POR SUA CULPA QUE TODO ESSE SONHO ACABOU! SUA IDIOTA, BURRA!”. Eles me condenam de uma forma que até eu mesma me assusto algumas vezes, eu não quero ser tão condenada, eu quero me redimir, eu quero conseguir te conquistar de volta, sim eu quero, eu preciso de você, isso pode até soar um tanto quanto egoísta, mas esse sentimento é egoísta de todas as formas, eu só preciso de você pra me fazer feliz, eu não quero mais seguir a minha vida, não eu não quero, eu quero você ao meu lado pra me fazer sorrir, eu quero os seus abraços, o seu sorriso, a sua voz, são essas coisas que me deixam feliz, mas tem que ser vindo de você, de qualquer outro não fará a diferença, é só você que importa.

E eu sou capaz de dar a minha vida pra te ver feliz, eu sou capaz de largar tudo pra correr atrás da minha felicidade ao seu lado, muita gente já me falou que sou doida, mas não eu não acho, eu só tenho a minha opinião formada, e nela tem uma parte que diz pra mim mesma que eu devo correr atrás dos meus sonhos, custem eles o que custar, eu só espero a oportunidade certa, porque eu não quero correr atrás da minha felicidade para destruir a felicidade de outras pessoas, eu sei que sempre alguém vai se magoar, mas que eu magoe o mínimo de pessoas possível.


E eu quero que você guarde essas palavras, e que tenha a certeza de que Sim, um dia eu ainda irei aí, eu ainda irei te ver, e eu poderei estar com você o tempo todo, e eu nunca me esquecerei do quando é você que me faz sorrir, do quanto é você que me faz feliz.



Ela não era assim, ela gostava tanto de lá, era todos os dias, ela acordava com toda aquela alegria, ela sorria e ia não feliz, tão animada, pra lá encontrar seus amigos, mas o que aconteceu? O que a fez ficar assim?!

Agora ela não é mais assim, o sentimento de carinho que ela tinha por aquelas pessoas foi dando lugar ao ódio, e quando a perguntam o porquê de tudo isso ela só responde com um seco e grosso “nada”, como se houvesse algo a esconder, poucos sabem seus reais motivos, poucos são os que sabem de onde veio todo esse ódio.

Ela algumas vezes deixa escapar de seus lábios que ela já na verdade sente nojo de alguns professores e de alguns alunos, ela se afastou de seus amigos, ela anda de perdendo em seus próprios pensamentos, em suas palavras que muitas vezes as diz sem ao menos pensar, eu nunca a vi assim, ela chora de raiva com algumas coisas, ela nunca esteve assim, sempre foi meiga, alegre, não tinha esse gênio tão forte, ela não era tão triste!

Já tentaram tantas vezes conversar com ela, saber o porquê de tudo isso, e ela não diz nada, ela não nunca fala o que realmente aconteceu, o que realmente se passa em sua mente, ninguém sabe se foram coisas que aconteceram lá, se são coisas da vida dela fora daquele lugar, ou se ela somente enjoou mesmo de lá, muitas pessoas já quiseram saber seus motivos, mas ela simplesmente as trata mal quando se aproximam para perguntar o que está acontecendo, e quando tentam se meter na sua vida , quando tentam opinar, ela se irrita de uma forma inigualável.
quarta-feira, outubro 20, 2010

my heart need to you...

Eu sei que muitas vezes eu já te magoei, eu sei que muitas vezes eu já te fiz chorar, e eu te peço perdão, quantas vezes for preciso, e eu sei que você já desistiu da gente, e eu sei, mais do que tudo, que eu vou sentir tanto a sua falta, eu sei, eu estou sentindo sua falta, eu já sofri demais, e eu cansei, eu preciso ter o meu sorriso de volta, eu quero apenas escutar meu coração, eu sei que ele irá me dizer o que fazer, pra onde ir, e ele eu sei, me fará sorrir.

Aquele nosso amor, ele se quebrou com o tempo, e a nossa união acabou se quebrando junto também, eu não sei pra onde você irá depois de tudo, eu não sei o que se passa na sua cabeça, e eu queria poder ter somente mais uma vez aquele seu abraço que faz com que eu me sinta completamente protegida, mas mais do que isso, eu quero ver você feliz, comigo, sem mim, o que mais me importa é a sua completa felicidade.

Depois de tantas brigas, será que elas valeram mesmo à pena? Os nossos momentos bons se foram como se o mar os houvesse carregado para bem longe, e aquele sentimento ainda me ronda, a vontade de estar em seus sonhos, e o incrível desejo de te fazer feliz, de te ter somente para mim. O meu coração me chama, e eu tento o ignorar, ele não pode me pedir nada, pelo menos não o que ele quer pedir, ele quer te ter aqui de volta, e eu não posso deixar ele me pedir isso, não novamente.

Eu sei que eu preciso escutar meu coração, eu sei que ele é quem vai me levar pras escolhas certas, mas eu tenho que pensar antes, as escolhas certas podem trazer conseqüências horríveis e isso não será bom. Mas o que eu faço? Mesmo sem querer ouvir, mesmo tentando trancar meu coração e enterrá-lo em algum lugar em que eu não possa ouvi-lo, eu ainda dou conta de ouvir os seus gritos implorando por você aqui, implorando por você me fazendo sorrir daquela forma que só você sabe, e querendo ouvir a sua voz nos meus ouvidos me fazendo flutuar como sempre fez, mas eu tenho que te dar um direito, eu tenho que te dar o direito de ser feliz com outra, é isso que você quer, eu não posso te impedir, eu só quero que você ache alguém que te ame o tanto quanto eu te amei... 

E agora que já esqueço um pouco de você, e agora que meu coração já não pede tanto pra te ter, eu deixo ele me guiar, como sempre me guiou, o que quer que aconteça agora, será porque somente, terá que acontecer...

Me despeço dessa história, e concluo: a gente segue a direção que o nosso próprio coração mandar, e foi pra lá, e foi pra lá - Assinado Eu - Tiê ♫
domingo, outubro 17, 2010

Eu tenho que esquecer .

Eu já sonhei tantas vezes, sonhos bobos, mas especiais que me fizeram acordar sorrindo, e me fizeram ter a incrível vontade de sair por aí, cantando, gritando, e dizendo a todos o quanto você me faz feliz, mas não é bem assim, é não é já acabou o tempo em que você me fazia sorrir, já acabou o tempo em que eu ficava ao seu lado e você me contava todas aquelas coisas engraçadas, acabou, infelizmente, o tempo em que você me consolava, em que você estava ao meu lado sempre. Mas não importa, os sonhos ainda são bons, ainda é bom te ver, ver o seu sorriso, mesmo que em sonho, e eu acordo assim, feliz, animada.

Você já me disse tantas coisas que magoaram, e eu tento te esquecer, mas não consigo, é eu não consigo, não sei por que, mas tem algo dentro de mim que não me deixa te esquecer, tem alguma coisa que eu carrego comigo que me faz sempre se lembrar de você, que me faz ter vontade de chorar ao ouvir a musica que nós sempre cantamos juntos, e então, novamente meus olhos se enchem de lágrimas, e eu tenho de segurá-las, impedi-las de sair, porque eu jurei pra mim mesma nunca mais chorar, nem por você, nem por ninguém! Eu só queria poder te esquecer, conseguir tirar de mim isso que leva meu pensamento em você tão freqüentemente, e poder seguir em frente, sem lembrar-me de você, da sua existência, dói saber que eu tenho que te esquecer, mas eu sei que somente assim é que eu vou conseguir ser feliz de novo, é que eu vou conseguir não querer estar ao seu lado sempre.

Esses sonhos que te trazem até mim parecem até que fazem isso para me torturar, eu tenho que acabar com esses sonhos, eu tenho que acabar com tudo o que me lembra você, tudo que me faz querer chorar!
Eu não sei como, e nem o porquê de tantas pessoas acreditarem na existência desse tal “amor”, ele não existe, não tem por que ele existir, o amor sempre nos traz tristezas, lágrimas e mágoas, no inicio, é aquela felicidade toda, é o sonho de que tudo vai ser assim pra sempre, e não demora muito, tudo se destrói o amor, o carinho, o sorriso, e o seu coração se despedaçam de uma forma que você não está mais conseguindo o remontar, e assim, a gente fica, com o coração despedaçado, e perde todo aquele encanto do amor. Eu não acredito de amor. Por quê? Porque amor que é de verdade, não deveria machucar, não deveria fazer doer, fazer chorar, amor que é de verdade, não iria querer só uma amizade no lugar de estar juntos, namorando, amor que é de verdade, não ignora, não grita, não fala mal e não humilha a pessoa amada.
Muitas vezes, já me falaram que sim, o amor existe, mas eu ainda não acredito, eu não tenho porque acreditar! Nunca vi esse tal amor incondicional existir, isso é pura tolice! O amor não existe, e se talvez exista, onde ele está?!


sexta-feira, outubro 15, 2010

Um amor que é para sempre...

Hoje eu me levantei somente com a idéia de ser feliz, de viver o hoje, de esquecer você, mas eu ainda me lembro de você, mesmo sem querer, mesmo fugindo da situação, eu estou me perdendo em meus pensamentos, estou me angustiando com a falta de você ao meu lado, como é que eu vou conseguir seguir em frente sem ter você aqui?! Mas eu preciso seguir, eu não posso ficar aqui, parada no tempo esperando o dia em que você resolver voltar atrás na sua decisão, isto se algum dia você voltar atrás, eu não posso mais sonhar em estarmos juntos mais tempo. E então, eu fico aqui, só lembrando, sorrindo dos momentos mais alegres, e às vezes até chorando por saudades do que um dia a gente já foi...

Foram momentos que não há nem como explicar, porque de tão especiais, se tornaram indescritíveis, insubstituíveis, e inesquecíveis, e eu sei, que por mais que eu tente, eles não irão sair da minha memória nunca, porque esses foram os melhores momentos da minha vida, foram os melhores sorrisos, as melhores conversas, e eu sei, que aconteça o que acontecer, que querendo ou não, eu sempre vou te carregar comigo, dentro do meu coração, e não importa se eu tento te tirar de dentro dele, eu não consigo, eu já tentei, e não dei certo, eu só me feri mais ainda, então eu decidi, eu vou deixar você aqui, comigo, e quem sabe algum dia você volte pra me ver, ou quem sabe, você resolva sair daqui de dentro e me deixar em paz para viver.

Muitas e muitas vezes eu já me perguntei como foi que isso foi acontecer comigo, logo comigo, e eu não sei responder, aliás, ninguém sabe responder por que a gente ama, eu queria às vezes não amar, amar faz doer tanto o peito, faz partir corações, e quando tudo acaba o coração não entende que chegou à hora de partir, de ir embora, e continua ali, pedindo, pedindo, por aquela pessoa, por aquele sorriso novamente, e seus ouvidos pedem para ouvir aquela voz de novo, aquela voz doce e meiga que te encantou desde a primeira vez que a ouviu...
quarta-feira, outubro 13, 2010

100 *-*

É, isso é um sonho, o meu sonho, o sonho de várias pessoas, é a minha vontade, é o que eu quero pra minha vida. Muitos já me perguntaram: você tem certeza de que é isso que você quer? é algo sofrido, cansativo. e eu sempre respondo que sim, é o que eu quero, é o meu desejo, a minha vontade.

Eu sei que é um sonho perigoso, mas é o que eu quero, é a emoção de correr atrás de notícias, de sair correndo por um lugar só pra ser a primeira a gravar, e poder se orgulhar disso, é ter os seus olhos brilhando ao te ver ali levando às pessoas noticias que importarão. É a emoção que eu sinto ao ver, todos ali, transmitindo a cidades e cidades coisas que aconteceram, informando, divertindo, entretendo, e é aí, que eu tenho a minha total certeza: É ISSO QUE EU QUERO PRA MINHA VIDA!

Atuar é um hobby, escrever é uma paixão, informar é um sonho, que vai se tornar real, eu sei que vai. E é assim, escrevendo, que eu me sinto cada vez mais completa comigo mesma, e é lendo que eu me sinto mais informada, e assistindo àqueles que são meus ídolos é que meus olhos, e eu sinto o incrivel desejo de um dia, ser como eles. E tenho o desejo maior ainda de escrever, poder transformar em palavras tudo aquilo que eu estou sentindo dentro de mim, eu as vezes estou confusa, mas escrevo, isso sempre me ajudou, sempre vai ajudar, isso é uma paixão que nunca irá acabar! *-*

[ps: texto que fala dos meus sonhos, em comemoração ao meu 100º post *-*]

99 *-*

Hoje eu acordei assim, alegre, feliz, animada! O sorriso ficou em meu rosto, e foi como um sonho, eu sorri de uma forma que não sorria há um tempo, e foi tão bom, saber que eu estou superando, que eu estou começando a esquecer de tantas coisas, saber que já não dói mais tanto quando eu me lembro de algumas coisas, e a cada dia, a cada momento eu estou me sentindo mais e mais forte, mesmo sem você, a força está me dominando novamente, e eu prometo que nunca mais ficarei dessa forma, eu juro para mim mesma que essa foi a última vez, que eu nunca mais me enganarei com alguém, que eu nunca mais vou fazer essa burrice de acreditar em algo irreal.

Eu só quero agora, simplesmente ser feliz, seguir a minha vida como eu sempre fiz, e me esquecer, não completamente, mas um pouco de alguém, das coisas que já me fizeram, e que me fizeram sofrer, eu quero esquecer dos motivos de porque chorei tantas vezes, mas não esquecer das lições que aprendi com isso, eu quero sair novamente, como eu sempre fiz, com a minha cabeça erguida, com o meu sorriso no rosto, e tudo o que eu sempre quis, os meus sonhos, que eu sei, que algum dia, ainda se tornarão realidade...

[explicação nome do post: é o número da postagem *-* ]
terça-feira, outubro 12, 2010

e foi a última vez..

Hoje eu estava aqui, pensando, somente pensando em como eu fui tola de ter acreditado nas suas palavras, e sabe a verdade, eu não me importo mais com você, tantas e tantas vezes eu chorei por você, e no final de tudo, eu só sofri, e no final você me acusou de coisas que eu não fiz, assim definitivamente não dá! Mas sabe o que me magoa mais ainda? Saber que eu ainda gosto de você, que eu ainda tenho a necessidade de te ter perto de mim, mas isso vai acabar, eu juro que vai, porque eu mais do que ninguém sei o quanto você não merece amor, na verdade, você merece achar alguém como você, que não sabe amar, que só sabe fazer as pessoas sofrerem!

Hoje eu me senti decidida, e até um pouco mais forte, hoje eu pensei: ontem, foi a última vez da minha vida que eu chorei por você, que eu chorei por qualquer um de vocês, que não merecem minhas lágrimas, que não merecem o meu amor, e a partir de hoje eu andarei de cabeça erguida, com o meu sorriso de sempre no rosto. E quando, algum de vocês que me fazem sofrer se aproximarem eu vou apenas sorrir, e não me importar com o que vocês falem, eu vou apenas seguir em frente, e deixar vocês aí, para trás, em tentativas inúteis de me fazer sofrer.

Eu quero um fim pra tudo isso, eu darei um fim em tudo isso, em cada lágrima, em cada tristeza, em cada sofrimento, eu darei um fim, isso não existirá mais em mim, eu sei que não existirá, porque eu não vou deixar, nunca mais...
sábado, outubro 02, 2010

Duas partes de um só.


[não foi feito exatamente para fazer sentido! ]

Estou presa novamente em meus devaneios sem sentido, já não derramo mais aquelas antigas lágrimas, mas ainda sinto falta, sinto uma imensa falta de coisas de antes, de momentos em que eu fui extremamente e irrevogavelmente feliz! Eu já não sei mais o que são lágrimas, mas meus sonhos não se foram, meus medos continuam aqui, me rondando, me fazendo sofrer intensamente dentro de mim mesma, agora é como se eu estivesse presa, se alguém tivesse me acorrentado dentro de mim mesma, eu não posso mais expor esse sentimento, mas eu também não quero o fazer, mas algo dentro de mim grita, talvez seja eu mesma gritando, pedindo para sair, pedindo encarecidamente para me libertarem desse mundo em que tudo me prende tudo me faz querer chorar.

Eu sorrio por fora, e choro por dentro, daqui de dentro parece que tem outra pessoa lá fora, parece que alguém se apoderou de mim e está sendo feliz, mas sou eu, é uma parte de mim, eu sei que é, mas e essa parte aqui dentro? De onde ela veio? Para onde ela irá? Ela está sofrendo, chorando sem parar, está perdendo suas poucas e restantes forças, e quando ela não resistir mais? O que irá acontecer afinal? Eu quero saber, eu preciso saber me preparar, e se ela explodir? Essa parte feliz também irá se autodestruir pela tristeza? Não pode, não pode mesmo, ela tem de ser feliz, eu tenho de ser feliz, eu preciso dessa parte feliz, eu tenho de matar essa parte triste dentro de mim, ou pelo menos adormecê-la por certo tempo, eu só sei que ela não pode continuar ali, chorando, sofrendo, isso me atormenta.

Eu quero sorrir também, grita a parte de dentro aos prantos, eu quero sorrir também! E a parte de fora só responde em pensamento: então sorria, pare de chorar, esqueça daqueles que te fizeram sofrer, e sorria, lembre das coisas boas e apenas sorria, esqueça o passado, e sorria, somente sorria! Mas eu não consigo! Não consigo! Respondia a parte de dentro chorando muito, e ela recebeu uma longa e dura resposta: é por isso que não consegue, por todo esse seu pessimismo, por causa da sua teimosia, de querer sempre só a sua vontade, não dá pra pensar um pouco nos outros? Você é muito egoísta, por isso é tão triste! A todo o momento você só está pensando em você mesma, é isso que te estraga que faz os outros se afastarem, é isso que te faz sofrer! Eu aqui dentro, consegui apenas ficar calada, quieta, e chorava cada vez mais, essas palavras doeram tanto, me feriram completamente, foram como facadas...


Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.