sexta-feira, abril 29, 2011

Eu sou de fases, mudo a cada instante, às vezes tenho o mesmo humor o dia todo, as vezes sorrio e choro em diferentes horas, por diferentes motivos. Acordo triste, ao meio-dia estou alegre, eu sou de fases, sou de lua, nem eu me entendo as vezes. São sentimentos mútuos, sentimentos mal resolvidos, são os risos que se transformam em lágrimas até o ponto em que não consigo mais nem sequer chorar... É eu acordar e me sentir a pessoa mais feliz do mundo e ao sair de dentro do meu quarto já mudar ao ver que o dia na verdade vai ser um dos piores que já tive, e isso sempre acontece, quando eu noto, sempre acontece, poderia ser diferente, poderia ser mais feliz. Eu mudo de repente, eu sorrio e choro do nada, eu me lembro de coisas, de paixões, de amizades que me fazem bem, ou que me fazem chorar, eu sinto saudades, eu não sou mais um alguém sem sentimentos como muitos pensam, eu tenho sentimentos, eu vivo, não tenho coração de pedra, mas ele também não é de manteiga, eu tenho que saber viver, eu não posso me doar a qualquer um e sair sempre chorando no final da história, eu sou eu mesma, não me modifico por ninguém.

Já caí inúmeras vezes, achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais. (Clarisse Lispector)
domingo, abril 03, 2011

Decisões...

Eu estou me sentindo uma terrível estranha, até para mim mesma, é como se um vazio enorme tomasse conta de mim, e a cada momento cai mais a ficha de que acabou, mas eu não quero que acabe mesmo sabendo que um fim sempre chegaria, que o fim sempre existiria. Mas ver isso, ver eles dando mais importância pra ela do que para mim, isso as vezes machuca, acho que pelo fato de nós duas não dos darmos certo, sabe aquela história né? Dois bicudos não se beijam e pans, mas mesmo assim, meus olhos se enchem de lágrimas quando eu o vejo falando dela com tanto carinho, ele era pra ser meu melhor amigo, não aquele que se junta àquela que mais me odeia, isso dói :/

Eu tenho tantas decisões a tomar, decisões que mudarão o meu futuro, que vão fazer com que tudo se torne incrivelmente diferentes, ou que façam com que tudo continue de uma mesma forma, eu sei que eu quero algo novo, mas eu não quero perder aquelas pessoas que eu tanto amo, e com isso eu só não sei o que fazer, isso faz com que eu não consiga mais conter as minhas lágrimas, eu queria poder ter uma bola de cristal, ou qualquer outra coisa que me dissesse o que fazer. Eu estou me sentindo angustiada, precisando de um abraço, mas não um abraço comum, eu quero aquele abraço forte que me conforta, que faz com que eu me sinta protegida, eu quero aquele abraço de carinho, de afeto, é um abraço único, que é o único que talvez consiga me confortar agora.

Eu preciso decidir o que fazer, eu preciso descobrir como fazer, como tomar essa decisão, é tão difícil decidir por algo assim tão complicado, eu estou entre o carinho que eu sinto por tantas pessoas e a chance de um futuro melhor, eu sei que eu tenho que escolher pelo que me fará bem, que me fará feliz, e eu sei que é o meu futuro que me deixará imensamente feliz, mas eu sofrerei com a falta daquelas pessoas que eu tanto amo, eu me sinto totalmente confusa, sem saber o que fazer, já são duas noites mal dormidas, noites que passo chorando e relembrando tantos momentos.

[ texto escrito já há algum tempo, e que só agora resolvi postar, mas que ainda faz total sentido :s ]

Amores antigos.

Eu tantas vezes já segurei minhas lágrimas para não deixar você me ver, eu tantas vezes já me escondi debaixo das cobertas para ninguém me ver, e isso tudo sempre foi me escondendo de você, tentando fugir desse sentimento que ainda me atormenta às vezes, e muitos ainda me perguntam: “você ainda gosta dele?" e eu tenho de me controlar como todas às vezes e dizer um não, mesmo ainda gostando tanto de você, e sentindo tantas saudades, você me faz uma falta enorme, e eu sinto falta do seu sorriso, de você me dizendo que eu falo demais, me chamando de fresca por fazer academia, e querendo os meus doces, foram momentos tão bons os que eu passei com você, momentos que ficarão pra eternidade.

Eu me lembro tão bem de cada instante com você, de todas as vezes que você disse que me amava, e eu me lembro da forma boba como você fazia meus olhos brilharem e me fazia sorrir, eu me lembro de quando você se declarou, de quando você me fez aquele pedido, e me lembro de você me apoiando tanto, me dando animo pra continuar sempre de pé, pra tentar sempre, e pra correr atrás do que eu queria.

Eu também me lembro dos meus ciúmes, da sua raiva deles, e das tantas vezes que a gente brigou, eu me lembro do quanto você me feriu, do quanto eu chorei por você, e de como eu perdi meu chão ao ouvir tantas palavras doídas. Eu me lembro da gente voltando a se falar, da alegria que fiquei quando isso aconteceu, e eu me lembro do sorriso e do brilho nos meus olhos quando me perguntavam de você, eu simplesmente ia às nuvens quando falava de você, e eu me lembro de quando aconteceu tudo de novo, de quando  tivemos mais uma briga e nos afastamos novamente, eu me lembro de coisas que doem tanto. E nós voltamos a nos falar, sim, depois de tantas coisas voltamos, mas foi diferente, foi estranho tudo aquilo, e depois você ficou doente, e vieram mais brigas, mas a gente se aproximou nesse tempo, e então você melhorou, e me disse aquelas coisas horríveis, que não me ama mais, você nunca me amou então, porque amor não se esquece, e eu sei o quanto eu te magoei, mas eu esperava que você me entendesse, que entendesse o que eu estava passando naquele momento, mas não, não entendeu, e ficou assim :/ essa situação tão estranha, e agora no lugar de meus olhos brilharem ao me perguntarem de você, eles somente se enchem de lágrimas, e eu tenho de segurá-las, eu não posso mais, nunca mais, deixar transparecer o quanto eu ainda estou presa à você, e o quanto você me faz falta, mas eu espero que você seja feliz, e eu também quero encontrar alguém que me faça feliz, assim como você um dia já me fez...

[ texto escrito há muito tempo e que só agora decidi postar >< ]

Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.