sábado, setembro 04, 2010

Amor (im)possível


Ela ainda acreditava em suas palavras, ela ainda acreditava que ele a faria feliz algum dia, mentiras. Mentiras. Eram somente mentiras, que a fizeram sofrer, chorar e querer a sua própria morte. Com o passar do tempo as feridas foram cicatrizando, o sorriso voltando ao rosto, e o brilho em seus olhos já era mais notável, ela voltara a viver.

Cada dia um sorriso maior aparecia em seu rosto, agora já podíamos ouvir suas risadas, suas brincadeiras e piadas de sempre, ela estava revivendo, então em um dia ela sentiu uma necessidade que nunca havia tido, ela precisava d-e-s-a-b-a-f-a-r ela não gostava disso, não queria incomodar as pessoas com suas histórias, suas angústias e seus medos, mas ela precisava disso, e pediu ajuda à sua melhor amiga, ela a ouviu... A garota disse tudo, falou que ela queria que desse certo com ele, que não havia como duas pessoas não conseguirem ser felizes juntas mesmo se amando tanto quanto eles se amavam, e ela enfim deixou algumas lágrimas caírem, lágrima que nunca haviam sido vistas por ninguém além dela mesma e seus espelhos, aos quais vários foram quebrados durante seus acessos de choros, quando a única coisa que ela precisava era de um abraço e não o tinha, a amiga ouviu quieta, atenta, e no final de tudo a abraçou e sussurrou um pequeno: “vai dar tudo certo”. Era tudo o que ela precisava, um abraço e palavras de encorajamento, ele reapareceu, eles conversaram, se acertaram, e ficaram felizes um com o outro, mas um dia acabou, acabou sem ninguém saber porque, eles estavam tão bem juntos, e ela seguiu em frente, com a cabeça erguida, e o seu sorriso sempre no rosto, sempre aberto e ela, sempre pronta para ajudar...

[Porque como era possível duas pessoas que se amavam tanto não terminarem felizes para sempre? Aquilo tinha que dar certo. Não tinha? – comer, rezar, amar – Elizabeth Gilbert]

3 comentários:

Anônimo disse...

haaaaaaa chorei , é lindo de mais *--*'

Anônimo disse...

amei,parabens

Anônimo disse...

Muito lindo!!!

Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.