terça-feira, julho 06, 2010

Será verdade essa tal felicidade {?}

Eu não sei por que ainda insisto tanto em tentar não me magoar com as pessoas, as tentativas de ser feliz são inúmeras, e nunca dão certo, nunca se concretizam, será a felicidade realmente existente? Não sei, mas eu sei de uma coisa, eu tento todos os dias manter o sorriso no rosto e o brilho no olhar, e você sempre consegue, todos os dias me magoar e tirar todo este mínimo de felicidade que existe dentro de mim. Será possível desacreditar da vida, desacreditar do amor? Também não sei a resposta para isto, mas suponho que seja sim, porque é isso que está acontecendo, estou desacreditando da minha vida, por você, por essa sua rejeição por mim, e não há nada que doa mais em mim do que te ver, tentar falar com você, e ser ignorada, como nunca fui antes, são tantas perguntas sem resposta que me faço todos os dias, que me machucam, e que talvez eu nem queira saber realmente as respostas, porque eu sei que algumas irão doer muito, não mais do que a dor que sinto agora, mas será uma dor torturante, que fere que deixa marcas, e marcas eu não quero nunca mais, tenho uma e ela já me basta, esse seu ódio por mim deixou uma marca profunda, um corte em meu coração que jamais cicatrizará um amor sem respostas, tentativas sem volta, é parece que a felicidade não existe mais para mim...

(transferido do meu outro blog "traços e sentimentos")

0 comentários:

Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.