terça-feira, janeiro 04, 2011
Ela estava deitada em sua cama com seus fones nos ouvidos e deixava rolarem lágrimas pelos seus olhos, lágrimas que só ela conseguia entender o porquê delas existirem. Músicas, ela ouvia tantas músicas, mas só uma a chamava atenção, somente uma não saía de sua cabeça, a música que diziam ser “deles”. E era no momento em que essa tal música tocava que seu choro aumentava, suas lágrimas se tornavam mais constantes, não tinha mais como evitar que isso acontecesse, a ausência dele a deixava cada vez mais a deriva de seu sofrimento, de suas tristezas, ela simplesmente se sentia caindo de um abismo ao qual ela jamais conseguiria sair, e então apareceu aquele que a fez sorrir novamente.

A garota da música, das lágrimas, diz estar feliz agora e já não chora tanto quanto antes, ela já não sente mais tanta falta de seu amor, o tempo está cicatrizando suas feridas, o sorriso dela já está mais recente e isso se torna melhor a cada dia, ver a sua felicidade é uma das melhores coisas que poderiam acontecer. E sim, agora ela é feliz, e sempre conta que se o seu grande amor um dia voltar ela é capaz de deixar tudo e ir ao encontro dele, novamente.

1 comentários:

Magic World disse...

que liindo *-*
adoreei o seu blog, to seguindo!!
dá uma passadinha lá no meu se puder, hahaha
beijinhos da Tati :*

Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.