quarta-feira, fevereiro 02, 2011
Já faz um tempo que eu não escrevo sobre você, eu não sei bem os motivos disso, mas agora eu senti que preciso falar de você, lembrar de você.

Eu tenho ouvido tanto a sua voz dentro de minha mente, eu nunca senti tanta necessidade de você, do seu abraço, do seu beijo. Sabe, sem ter você comigo as coisas ficaram bem mais difíceis, a ausência do seu sorriso, do seu olhar, fez com que meu mundo ficasse bem mais preto e branco, a sua partida roubou as minhas cores, os meus risos, meu mundo ficou sem graça, sem sentido por você não estar aqui. Eu me sinto perdida, eu preciso de você aqui perto de mim, porque eu sei que só você é que pode me fazer feliz, porque é você me deixa completa, que me faz sentir inteira, me sentir amada.

Durante tanto tempo eu ouvia o seu “eu te amo” e eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo. Tudo sempre foi um amor recíproco. Com você eu sofri tanto e eu senti meu coração se despedaçar com suas palavras, mas eu ainda sou capaz de te amar, mesmo não querendo mais isso. Muitas vezes eu já sonhei com você sem querer sonhar, já desejei tanto te esquecer, mas eu nunca consegui; você sempre está na minha mente, você me magoou tanto, me fez ouvir palavras que doeram mais do que se tivesse levado facadas em meu peito, agora, as feridas estão cicatrizando, mas as cicatrizes sempre permanecerão!

E eu só espero que algum dia sua voz saia da minha cabeça e essas feridas, finalmente se curem e deixem de doer!

2 comentários:

PENHA''' disse...

Perder as pessoas é muito tenso extremo u-u ,
eu sei como é :B , e sei como é sentir falta de alguém que não sente falta da gente, mas, a unica coisa que sempre se pode fazer é seguir em frente, ao menos, é o que todo mundo diz (:

Larita disse...

Ola..Gostei do seu blog.Já sou seguidora,queria que você também seguisse o meu.. www.desaforosdeumaadolescente.blogspot.com

sucesso,um abraço.

Search This Blog

Seguidores

Popular Posts

About Me

Minha foto
Gabrielly
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Calos Drummond de Andrade
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.